O governador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse nesta terça-feira (03) que não acredita que o novo presidente do Senado, o peemedebista José Sarney (AP), irá tentar interferir no processo de cassação que tramita contra ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Sarney é um homem republicano e tem consciência plena das suas responsabilidades e do papel que exerce, sobretudo agora que vai ocupar mais uma vez a presidência do Congresso Nacional”, disse o governador.

O tucano reafirmou que não crê que Sarney usará de qualquer expediente para interferir no papel da Justiça Eleitoral.

Cássio Cunha Lima destacou ainda que qualquer tentativa do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), de tentar influenciar José Sarney, para que ele trabalhe para a cassação, seria um gesto que soaria muito mal perante a Corte Eleitoral.

Com relação às eleições para as Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, Cássio declarou que foram decisões da maioria.

“Foi a vontade da maioria das duas Casas, pois o Parlamento tem essa regra de respeitar a vontade das bancadas”, disse ele.

Perguntado sobre a preparação da defesa, no sentido de não cometer erros durante o julgamento, Cássio afirmou que tem plena confiança em seus advogados, tanto na Paraíba como em Brasília, e declarou que se alguém errou no processo foi ele próprio.

“Errei em ratardar os esclartecimentos à opnião pública, demorei em pretar entrevista ao  jornal Estado de São Paulo, as revistas Istoé, Veja e  Época, de tal forma que se alguém falhou neste processo fui eu e dou minha mão a palmatória”, desabafou o governador.

 

Thiago Moraes  / Edvanildo Lobo

PB Agora     

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC cobra investigação para arrombamento de escritório em JP

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente da Fundação João Mangabeira, está cobrando investigação para apurar o arrombamento de seu escritório, em João Pessoa, ocorrido na noite de ontem,…

Veneziano garante trabalhar por fim de impasse no PSB-PB: “Precisamos estar unidos”

O conflito interno vivido pelo PSB-PB tem dividido opiniões de integrantes da sigla. Há quem defenda a permanência de Edvaldo Rosas da presidência estadual da legenda, mas há também aqueles…