Os advogados do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), que teve registro de candidatura ao Senado negada com base na Lei da Ficha Limpa, ingressaram no final da tarde o último sábado com um recurso extraordinário no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que o caso seja julgado em última instância pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o advogado Harrison Targino, que atua na defesa de Cássio ao lado dos advogados José Eduardo Alckimin e Luciano Pires, a expectativa é que o STF garanta a elegibilidade do ex-governador e a validação dos mais de 1 milhão de votos que ele obteve na disputa do último dia 3 de outubro ao cargo de senador da Paraíba, com base em precedentes constitucionais e da própria anualidade da lei eleitoral.

Harrison Targino explicou que recurso teve que ser apresentado no TSE, obedecendo ao próprio rito processual, para as partes contrárias apresentem as contra razões e que o presidente da Suprema Corte Eleitoral analise a admissibilidade ou não da emissão do recurso para o STF. Fonte: portalcorreio

 

Fato a fato

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sem mandato, Cássio garante que continuará colaborando com a Paraíba e classifica como remota tese de disputar PMCG

Sem mandato há seis meses, o ex governador e ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), praticamente afastou a possibilidade de disputar a prefeitura de Campina Grande nas eleições do próximo…

Deputado explica motivos de críticas e nega afastamento político do prefeito Romero Rodrigues

Após formular críticas a gestão municipal por meio das redes sociais, o deputado federal Julian Lemos (PSL) afirmou que continua apoiando a administração do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues…