O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) anunciou na última quarta-feira (30), durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que apresentará um projeto de lei que aprimora o sistema de realização de pesquisas eleitorais no Brasil.

 

"Dando ciência a esta Comissão e pedindo antecipadamente apoio aos meus pares estaremos encaminhando, no menor espaço de tempo possível, proposta proibindo que institutos de pesquisa trabalhem para partidos políticos, governos, e ao mesmo tempo sejam contratados por veículos de comunicação. Uma vez que nós já estamos cansados de saber que pesquisa eleitoral, sobretudo no país, virou instrumento de propaganda política para inflar candidaturas, depreciar outras, estimular doações de campanha e restringi-las", afirmou o parlamentar.

 

Segundo Cássio Cunha Lima, existe um conflito de interesses de empresas que realizam pesquisas para partidos políticos e para governos e ao mesmo tempo fazem pesquisas para veículos de comunicação, sejam emissoras de televisão, jornais, ou sites.

 

"A legislação americana, prevendo evitar exatamente esse conflito de interesses, há muito tempo proíbe que institutos de pesquisa sirvam a dois senhores. No Brasil, temos o bom exemplo do Datafolha, que só pesquisa para o grupo Folha de S. Paulo ou para outros veículos de comunicação que eventualmente contratam aquele instituto. Se algum partido quiser contratar o Datafolha, não conseguirá. Porque de modo próprio ele previne-se contra esse conflito de interesses", disse o senador.



Redação com Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Wilson Filho defende implantação de ‘Minha Casa, Minha Vida’ estadual

Após redução no repasse de recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida por parte do Governo Federal, o deputado estadual Wilson Filho (PTB) defendeu a elaboração de um programa habitacional…

Cícero bate martelo e confirma que está fora da disputa de 2020

Com o nome em evidência dentro do ninho tucano mesmo antes e principalmente agora, após absolvição no caso Confraria, o ex-senador Cícero Lucena (PSDB) reforçou, durante entrevista a uma emissora…