A possibilidade da cidade de João Pessoa perder cerca de 500 empregos com o embargo da construão do Home Center Ferreira Costa por parte da prefeitura da Capital não repercutiu bem e o governador Ricardo Coutinho (PSB) resolveu conversar com os empresários em uma reunião para tentar reverter a saída do empreendimento.

A informação foi divulgada pelo blog do jornalista Marcos Weric que trouxe a polêmica decisão da secretária de Planejamento da gestão municipal,  Daniela Bandeira que teria usado o nome do Ministério Público Estadual para tentar justificar o embargo da obra da construção do Home Center que ficaria vizinho ao Carrefour às margens da BR 230, mesmo depois que o empreendimento conseguiu todas as licenças e certidões.

Os advogados da empresa receberam a informação da secretária de que o Ministério Público estaria com procedimento aberto para averiguar supostas irregularidades na referida obra. Para esclarecer o fato, eles foram até a sede do Ministério Público da Paraíba e em seguida, a Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (CCRIMP), onde conversaram com o promotor Otacvio Paulo Neto, e em ambos, não encontraram nenhum procedimento aberto com relação a referida obra. 

 

Redação com Blog Marcos Weric

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Procurador do MPF comenta supostas ameaças de prefeito do Sertão a moradores de Quilombola

Uma denúncia formulada junto a Ministério Público Federal (MPF), por meio do procurador do MPF em Patos, Djalma Feitosa, está ganhando repercussão na mídia sertaneja. Trata-se que moradores do Quilombola…

“O governador sou eu e sou eu que decido”, diz João ao pontuar as prioridades da sua gestão

Em entrevista a imprensa radiofônica da Paraíba, na última sexta-feira (24), o governador João Azevêdo (sem partido) revelou pontos que para ele, são pilares da sua gestão e mandou recado…