A Paraíba o tempo todo  |

Cartaxo nega ter se sentido traído por RC e PT após ‘exclusão’ em debate de vice, mas sugere falta de “democracia” no partido

Em entrevista à TV Arapuan na tarde desta terça-feira (5), o ex-prefeito de João Pessoa e pré-candidato a deputado estadual Luciano Cartaxo (PV) negou que tenha se sentido traído pelo ex-governador Ricardo Coutinho, uma das principais lideranças do PT, ou tenha sido escanteado pela legenda no debate sobre a indicação do vice de Veneziano Vital do Rêgo (MDB), que é apoiado pelo PT da Paraíba.

No entanto, em sua fala, ele sugeriu que faltou “diálogo” e “democracia” no partido na elaboração da lista dos possíveis vice-governadores, que exclui nomes do seu agrupamento político como Lucélio Cartaxo, por exemplo.

“De forma alguma [se sentiu traído ou escanteado]. Eu sinto que não tive a oportunidade fazer o bom diálogo, de apresentar as minhas ideias, minhas propostas com relação a esse processo todo que está se dando de aliança política. Eu tenho a convicção de que faltou essa oportunidade de a gente ter a condição de colocar o nosso ponto de vista. Eu primo pela democracia, eu primo pelo diálogo e foi assim que eu aprendi a fazer democracia”, lamentou.

Em outro trecho da entrevista, Cartaxo disse que houve um “atropelo” no processo.

 

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe