Por pbagora.com.br

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), desferiu críticas ao posicionamento do PSB em dizer que foi ele quem rompeu a aliança com os socialistas.Para Cartaxo, desde que fecharam as urnas, no fim do pleito em 2014, o PSB decidiu que não iria apoiar o projeto de reeleição dele em 2016 e elencou os sinais do rompimento.

 

" A gente tem tido uma demonstração clara do rompimento deles e não era de hoje. Desde o início do ano, para ser sincero, desde quando fecharam as urnas, no ano passado, o PSB decidiu que não votaria com a gente na nossa reeleição. Porque os sinais sempre foram muito claros. Eles se recusaram em participar da nossa gestão. Eu mesmo, pessoalmente, fiz o convite ao governador e ao PSB para participar da nossa administração e eles negaram. Depois escalaram um time para bater no governo municipal com críticas diárias e contundentes. Também fazem oposição, desde janeiro na Câmara, deixando clara sua posição de não querer fazer parte do nosso governo, não queriam se incorporar no nosso projeto, mas nosso foco é trabalhar pelo povo de João Pessoa", explicou.

 

Cartaxo disse ainda que sua gestão vai continuar trabalhando firme e forte e disparou contra  os "desleais".

 

"Vamos continuar o trabalho forte e firme, com a entrega de obras. Não vamos abrir mão deste foco, desse trabalho, dessa determinação. Isso pra gente é o mais importante. Lealdade não é para todo mundo. Lealdade é para poucos. Infelizmente na política é assim. No entanto, vamos continuar trabalhando e o povo reconhece isso. É importante ter o povo como aliado porque João Pessoa vai seguir firme e caminhando para o desenvolvimento cada vez maior. Sempre com humildade, fé, simplicidade e trabalho. A soberba deixamos para os outros".

 

O prefeito deu estas declarações na manhã desta segunda-feira (28), durante solenidade do Banco Cidadão em João Pessoa.

 

Entenda

 

O PSB rompeu com Cartaxo alegando que a motivação era de que o prefeito se filiou a uma legenda da qual os socialistas fazem oposição e Cartaxo disse que quem rompeu foi o PSB quando começou a criticá-lo de forma contundente e diariamente tanto na Assembleia Legislativa, quanto na Câmara Municipal.

 

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Opinião: a força do Avante o credencia a compor a chapa majoritária de João Azevêdo

As declarações postas à mesa pelo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, hoje no PSB, mas migrará no próximo ano para o Avante, agitou o cenário político…

Opinião: Lula surge na frente de Bolsonaro em pesquisa e coloca o “mito” na retaguarda

Os desarranjos e desatinos do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido) estão sendo contabilizados pelo povo brasileiro. É certo que o inquilino do Palácio do Planalto possui, ainda,…