Uma declaração do prefeito Luciano Cartaxo (PV), nesta sexta-feira (06), ao confirmar que seu partido, o PV, terá candidatura própria à prefeitura de João Pessoa, acabou jogando um balde de água fria na pretensão de partidos aliados que nutriam esperança de ter o apoio do gestor na disputa majoritária pela sucessão municipal na Capital, em 2020.

Nessa perspectiva, para os partidos aliados que decidirem permanecer no bloco do prefeito, restará apenas três opções: se filiar ao PV, lançar candidatura própria ou se conformar com um papel de coadjuvante na disputa municipal.

“O PV terá sim candidato a prefeito de João Pessoa. Vamos discutir com os aliados, que têm o direito de apresentar seus nomes, mas o PV vai apresentar um nome que tenha raiz e identidade com o nosso modelo de gestão”, alertou.

Apesar das declarações, o prefeito disse que não gostaria de antecipar o pleito ou até mesmo comentar as declarações do deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) e do vice-prefeito Manoel Júnior (SD) sobre uma abertura de diálogo com o governador João Azevêdo (PSB) diante do impasse na cúpula socialista no Estado.

“Não comungo com antecipação de eleição, todo partido tem sua autonomia e forma de pensar. O que temos de clareza é que o PV terá candidatura própria”, ratificou.

As declarações do gestor foram concedidas à imprensa durante a solenidade de posse  aos novos procuradores do município de João Pessoa, nomeados após aprovação no segundo concurso público do órgão, ambos realizados pela atual gestão da Prefeitura Municipal de João Pessoa, (PMJP).

PB Agora

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Feira do Produtor da Empaer acontece normalmente nesta sexta

A Feira do Produtor Rural, promovida pelo Governo do Estado por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), ocorrerá normalmente, nesta sexta-feira (15), Feriado da…

Análise: com o lucro mensal de um só cartório, se manteria as comarcas que foram fechadas e abriria outras, alerta Tião

Apesar das pressões em contrário, e das manifestadas insatisfações com tamanha ousadia, o deputado Tião Gomes não arredou o pé de pedir a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito…