Por pbagora.com.br

Uma verdadeira bola de neve de insatisfações está afetando a relação do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e os vereadores que fazem parte da sua base aliada na Câmara Municipal. No começo, os parlamentares queriam espaço na gestão. Uns viram que alguns estavam com muito prestígio e outros mais antigos sendo escanteados e uma ciumeira foi gerada também.

 

Posteriormente, alguns vereadores aliados do prefeito tiveram que amargar reclamações de cabos eleitorais que foram exonerados por Cartaxo, um total de 18 mil que perderam seus empregos. Os telefones ficaram desligados para evitar mais incômodos, tanto por parte dos parlamentares, quanto dos secretários da gestão que não explicaram o motivo da não recontratação.

 

Para piorar, alguns servidores não receberam o mês de janeiro, mesmo tendo trabalhado todo o período, acreditando que seriam admitidos nas secretarias e demais órgãos ligados a prefeitura, mas até o momento não receberam e não sabem quando vão receber. Alguns ainda seguem trabalhando e aguardando explicações.

 

Ninguém da prefeitura explica a situação dos servidores que trabalharam e não receberam e os vereadores também não sabem explicar. Alguns secretários estão ligando para os parlamentares para tentar amenizar o clima pesado, mas eles não querem conversa e sim o problema resolvido.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Aguinaldo comemora agenda de ministros na PB: “Expectativa positiva”

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro, do PP, participou na tarde desta sexta-feira (16), em João Pessoa, da visita oficial do ministro da Saúde, o paraibano Marcelo Queiroga e destacou a…

2022: mais de 50 prefeitos devem anunciar, nos próximos dias, apoio a Efraim Filho para Senado

De olho na disputa pela única vaga ao Senado Federal em 2022, o deputado federal Efraim Filho (DEM) movimenta as articulações políticas já agora, para garantir uma base sólida e…