Pressionado pela recém-criada bancada do Solidariedade na Câmara Municipal de João Pessoa, que cobra mais espaços para a legenda, o prefeito Luciano Cartaxo (PT), admitiu, nesta sexta-feira (22) que poderá realizar uma minireforma política para acomodar alguns aliados, no entanto deixou claro que a ultima palavra será sua.

Apesar de não ter citado nomes, Cartaxo pode acabar sacrificando uma indicação do deputado Benjamim Maranhão (SDD) para abrir espaço para a indicação do partido de Benjamim. Quem sairia prejudicado nesse ‘troca troca’ de cargos é o secretário de Desenvolvimento Urbano da PMJP, Assis Freire, que conquistou o posto pelas mãos do parlamentar e não do PMDB.

Para o gestor, é natural os partidos quererem mais espaço no governo, ‘não é bicho de sete cabeças’, mas destacou que a decisão final sempre cabe ao prefeito.

Ele explicou que existe um processo natural de mudança de governo e que ele está sempre procurando aperfeiçoar os resultados.

“Estou satisfeito com os resultados apresentados, mas tem que fazer mais por João Pessoa e continuar focado no projeto de governo. 2013 foi muito bom, mas ainda tem muita coisa para fazer até o dia 31”, diz.

O prefeito disse que vai analisar com cuidado os pleitos dos aliados, todavia a prioridade é o trabalho em prol do desenvolvimento da Capital.



PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano defende concurso público para a previdência

Ao analisar a recente decisão do presidente Jair Bolsonaro de contratar militares da reserva para tentar diminuir o ‘apagão’ nos serviços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Brasil,…

Luppi: em caso de tratativa para filiação de Azevêdo, diálogo deverá ser feito por Lígia

Durante entrevista a uma emissora de rádio paraibana na tarde desta segunda-feira (20), o presidente nacional do PDT, Carlos Luppi negou convite para o governador da Paraíba, João Azevêdo (sem…