Por pbagora.com.br

 

A Caravana da Saúde da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou mais uma visita aos hospitais do Estado nesta terça-feira (3). Os deputados participaram de uma vistoria ao Hospital Geral Prefeito José Félix de Brito, localizado no município de Itapororoca, região do Vale do Mamanguape, para analisar as condições de atendimento aos pacientes.

Estavam presentes durante a visita os deputados Trócolli Júnior (PMDB), Gervásio Maia (PMDB), Raniery Paulino (PMDB), Toinho do Sopão (PEN) e Olenka Maranhão (PMDB). Os representantes da Caravana têm elaborado relatórios individuais de cada hospital visitado que serão encaminhados à Secretaria de Estado da Saúde e ao Ministério Público Estadual (MPPB).

O deputado Trócolli Júnior, 2º vice-presidente da ALPB, destacou a necessidade de investimento em equipamentos no Hospital Geral de Itapoporoca, mas afirmou que a estrutura física tem boas condições de funcionamento. "É preciso que seja implantado urgentemente um laboratório para que os pacientes não tenham que viajar para outras cidades para receber atendimento", comentou.

O deputado Raniery Paulino ressaltou as boas instalações físicas, além do objetivo da vistoria realizada pelos parlamentares. "Tivemos o cuidado de conhecer todo hospital e saber as metas. Fizemos um trabalho tranquilo de verificação e os dirigentes do hospital nos mostraram tudo", explicou.

De acordo com a diretora administrativa, Kaliny Medeiros, o hospital além de não possuir um laboratório, também não possui Unidade Intensiva de Terapia (UTI), o que impede que pacientes em estado grave sejam atendidos. "Por falta de UTI nós temos que transferir os casos graves pois não temos condições de atender aqui", ressaltou a diretora acrescentando que também há problemas nos equipamentos de raio X, que apesar de ser novo está parado e sem possibilidade de uso. "O raio X não está funcionando porque falta uma maquina para revelar e a máquina mesmo sendo nova está paralisada", disse.

O Hospital José Félix de Brito atende uma média de 3,5 mil a 4 mil pessoas por mês que vivem nos 12 municípios que abrangem a região do Vale do Mamanguape com mais de 100 mil habitantes. O investimento realizado pelo Governo do Estado para o local é de R$ 50 mil mensal.

 

Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho: consenso é mudar sistema tributário

Líder defende período de transição entre modelo atual e o que está por vir Líder do Democratas na Câmara, Efraim Filho (PB) considera que já existe um consenso de que…

Enivaldo acena para herança familiar como solução política em CG

No Brasil a herança familiar é fundante da política, definindo a composição do poder governamental e parlamentar em suas várias instâncias. Na Paraíba, além de ter o filho Aguinaldo Ribeiro…