Por pbagora.com.br

Nesta quarta-feira (14), a candidatura de Anísio Maia (PT) a prefeito de João Pessoa, pode ter um revés é que apesar da recente vitória junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba que manteve a sua postulação, a Executiva nacional do PT se reunirá para deliberar se aceita ou não a intervenção no diretório municipal de João Pessoa.

A executiva nacional do PT é formada por 81 membros, que votarão sobre o caso, de vários estados, explicou o presidente estadual do partido, Jackson Macedo. A direção nacional sugeriu a intervenção após divergência sobre a aliança da legenda em João Pessoa: a presidente nacional, Gleisi Hoffmann, recomendou uma coligação com o PSB do candidato Ricardo Coutinho, mas o diretório municipal manteve a candidatura própria de Anísio Maia, em aliança com o PCdoB, que indicou o candidato a vice-prefeito na chapa, Percival Henriques.

Dias depois do promotor Alexandre Varandas Paiva, do Ministério Público Eleitoral (MPE), pedir a impugnação da candidatura dele – o argumento do promotor era de que a candidatura petista deveria ser retirada, por conta da decisão da Executiva nacional do PT, que teria oficializado aliança com o PSB.

Redação