Em mais uma disputa interna, os candidatos Hermano Nepomuceno e Terezinha Cavalcante vão disputar, no próximo dia 22 de setembro, o segundo turno para a eleição que escolherá o novo presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT em Campina Grande. A eleição em primeiro turno foi realizada neste domingo (08).

Em campanha, os dois petistas já elencaram prioridades caso sejam eleitos. Eles terão como missão, preparar o partido para as eleições 2020 na Rainha da Borborema. O professor Hermano Nepomuceno, aponta com uma das prioridades de sua chapa a reprodução no plano local da ´frente ampla´ que aglutina várias legendas no País.

A defesa da democracia, no cenário político nacional da atualidade, é outro ponto reforçado pelo petista.
Já a professora e candidata Terezinha Cavalcante, afirmou que a sua chapa, a ‘Vamos ser feliz de Novo’ lutará por apresentar uma candidatura própria, à prefeitura campinense.

Em entrevista, a professora afirmou fazer parte do partido, por questões de identificação com a ideologia do PT, que visa valorizar e trazer melhores condições de vida para o povo brasileiro, onde haja educação, saúde e bem estar social.
Sobre as eleições municipais de 2020, Terezinha afirmou que defende candidatura própria, do partido, para a PMCG.

– A gente vai fazer uma chapa forte, com candidatura própria, nossa militância pede isso. A última fez que o PT teve uma candidatura própria, foi em 2004. Vamos colocar nossa proposta para a sociedade, aprovar ou desaprovar – declarou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CPI do Feminicídio vai convocar secretários de João para debater os casos na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana, a deputada estadual Cida Ramos (PSB), que recentemente teve seu nome envolvida na crise interna do seu partido, como sendo uma das responsáveis pela desunião…

Rosas admite mágoa e lamenta forma como RC tomou PSB

Considerado o  maior e leal amigo do ex governador Ricardo Coutinho, o ex presidente do PSB, Edvaldo Rosas, quebrou o silêncio e lamentou a forma como o socialista tentou assumir…