Por pbagora.com.br

Os candidatos a prefeito de Campina Grande, aproveitaram o debate do Sistema Arapuã, realizado na noite desta terça-feira (13), para apresentarem propostas. O debate, mediado pelo jornalista Luis Torres, colocou frente a frente os quatro postulantes ao Palácio do Bspo. Participaram do debate Ana Cláudia (Podemos), Artur Bolinha (PSL), Bruno Cunha Lima (PSD), Edmar Oliveira (Patriotas), Inácio Falcão (PCdoB) e Olímpio Rocha (Psol).

Durante o debate, houve alguns embates entre os candidatos a alguns direitos de respostas foram pedidos e concedidos.

O candidato pelo PC do B, Inácio Falcão, criticou a proposta de Bruno Cunha Lima (PSD), de informatizar todos os serviços da Prefeitura de Campina Grande, na Paraíba.

Inácio Falcão acusou o grupo político de Bruno de governar a cidade por 40 anos e ainda não ter modernizado.

“Seu grupo político teve 40 anos governando Campina, e não fez”, sublinhou.

Inácio garantiu, que em parcerias com o Sebrae e o sistema “S”, vai colocar em prática a informatização da prefeitura de Campina Grande. “Não cabe mais na cabeça de ninguém, na atualidade, você ainda fazer um protocolo de forma manual”, acrescentou.

Inácio apontou que o objetivo é a instalação de barragens nos distritos e na zona rural de Campina Grande.

– Nós vamos trabalhar incansavelmente para que o pequeno produtor e o pequeno agricultor tenham direito ao acesso a água – afirmou.

Inácio, que é candidato pela coligação ‘Campina tem Jeito’, e tem como candidata à vice-prefeita a médica Tatiana Medeiros, do MDB, afirmou ainda que esse acesso será garantido, caso ele seja eleito, mesmo fora do projeto citado.

– Mesmo fora do Multilagos, vamos promover a perfuração de poços que levem a água e que garantam, inclusive, uma maior condição do tratamento de suas criações e plantações – finalizou.

Já o candidato Bruno Cunha Lima (PSD), pela , afirmou durante debate que sua gestão será moderna, baseada na informatização de processos, produzindo políticas assertivas para a população. Ainda de acordo com ele, haverá a possibilidade do cidadão demandar a gestão pública a partir de plataformas tecnológicas plenamente acessíveis nos dias atuais.

Segundo o candidato, o gestor não basta ter apenas preparo, mas também sensibilidade humana para cuidar de pessoas.

Para candidato é preciso incentivar a participação popular na gestão e, dentro dos avanços modernizantes que pretende implantar, destaca a criação e um aplicativo que servirá para orientar quanto ao atendimento público e de espaço para avaliação dos serviços.

Ainda de acordo com Bruno, através dos resultados, orientará a política de valorização do servidor público e as possíveis correções nos serviços onde eles se apresentarem com deficiência, usando o cidadão o mesmo padrão de avaliação que é aplicado, por exemplo, em APPs de transporte por aplicativos.

Em sua participação, Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos-19), garantiu que vai modernizar o sistema de transportes públicos da cidade.

Durante o debate, Ana Cláudia disse que uma de suas  primeiras medidas, ao assumir a PMCG , será reativar o Terminal de Integração de Passageiros, nos moldes de como ele funcionava antigamente, antes de ser fechado pela gestão atual.  A partir do terminal de transbordo, serão implantados outros equipamentos semelhantes com segurança, conforto e até fraldários para as crianças.

Ainda na área da mobilidade urbana, Ana assumiu o compromisso de implantar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Ana lembrou que o VLT será um sistema moderno, sustentável, eficiente e confortável que vai poder ser integrado ao Sistema de Transporte Coletivo que também será ampliado.

Ela enfatizou que o VLT será outra modalidade de transportes que vai melhorar a circulação de passageiros na cidade, para dar uma nova oportunidade de deslocamento das pessoas, com passageiros acessíveis a todos. A implantação do VLT será feita em parceria com o governo do Estado.

Durante debate realizado pela TV Arapuan, o candidato pelo PSOL, Olímpio Rocha, questionou o voto favorável do prefeitável do PCdoB, deputado estadual Inácio Falcão, à reforma da Previdência na Paraíba, que, segundo ele, foi o fator responsável pelo afastamento entre os dois partidos na cidade, que juntos participaram do Fórum Pró-Campina no período pré-eleitoral.

Olímpio ainda questionou se Inácio se compromete a assinar o programa formulado pelo Fórum Pró-Campina, grupo formado por seis partidos de esquerda.

Inácio respondeu destacando que a existência do Fórum Pró-Campina é importante para a democracia, tendo em vista que abre espaço para a discussão de diferentes ideologias.

– Participamos do levante do Fórum Pró-Campina, onde vários partidos se reuniram e discutiram sobre temas importantes. As ideologias partidárias têm que ser respeitadas, porque vivemos em uma democracia – disse.

O candidato do PSL a prefeito de Campina Grande, Artur Bolinha (PSL), criticou, as promessas feitas pela candidata Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos).

Segundo ele, a candidata faz muitas promessas, mas não sabe do impacto financeiro das promessas que faz. “As promessas são uma peça de marketing, promete muito e não sabe o impacto financeiro do que promete”, disse.

Artur Bolina também questionou a atuação do candidato Bruno Cunha Lima (PSD) como agente público, bem como a capacidade do prefeitável em administrar a cidade, caso seja eleito.

Conforme Bolinha, Bruno, que foi vereador na cidade e também deputado estadual, teve “mandatos inexpressivos”, não fazendo nada que se pudesse destacar enquanto secretário da gestão do atual prefeito Romero Rodrigues (PSD).

O tema “Corrupção” também fez parte do debate. Edmar Oliveira (Patriota) defendeu uma gestão municipal com mais transparência e com uma equipe técnica qualificada.

Para Edmar, as secretarias devem ser ocupadas por pessoas com mais capacidade técnica do que política. Na área de saúde, ele propôs a entrega de medicamentos nas casas das pessoas e a implantação da telemedicina para diminuir o tempo de atendimento.

SL
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia Federal nega que João Azevêdo tenha sido alvo da 9ª fase da Calvário

O delegado da Polícia Federal Conrado de Almeida, em entrevista nesta terça-feira (27), confirmou que o governador João Azevedo não foi um dos alvos da nova etapa da Operação Calvário…

Wallber propõe programa “Cidade Sem Amianto” e ações de prevenção ao câncer

O candidato a prefeito Wallber Virgolino (Patriota) revelou que implantará em sua gestão na Prefeitura de João Pessoa o programa “Cidade Sem Amianto” como umas das ações de prevenção ao…