Por pbagora.com.br

Atrasos e ônibus lotados foram as queixas mais frequentes dos pessoenses na primeira ação do ‘Câmara Itinerante’, que aconteceu na manhã desta terça-feira (2) no Parque Solon de Lucena, e teve como temas o transporte público e a mobilidade urbana na Capital. O projeto marca a abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

Para o presidente da Casa, vereador Dinho (Avante), é importante estar perto da população e escutar as reivindicações para começar os trabalhos de forma mais efetiva. “Viemos à Lagoa para observar questões relacionadas à Mobilidade Urbana e ao Transporte Público, interagir com a população para que ela nos indique pontos críticos dessa problemática a fim de que, junto com a Prefeitura da Capital, encontremos soluções para os problemas apontados”, frisou.

Dinho enfatizou que esse diálogo com a população vai ser transformado em instrumentos em busca da melhoria da qualidade do transporte público. “Estamos fazendo um questionário, abordando os passageiros, e eles estão indicando os déficits e demandas da cidade. Nossa intenção é de que a Câmara esteja mais próxima do povo, de todos. Algumas das propostas daqui poderão virar requerimentos e outras serão encaminhadas aos próprios órgãos responsáveis. As de hoje, por exemplo, poderão ser encaminhadas ao Sintur e às empresas de ônibus para que esses órgãos possam melhor servir a população”, pontuou.

Damásio Franca (Progressistas) afirmou que aplicou questionários e também ouviu as queixas da população. “Percebemos que as ruas da cidade foram feitas para veículos pequenos, mas não para os de grande capacidade, como os ônibus. Precisamos de coletivos com mais qualidade, frotas mais novas e que atendam a todas as partes de João Pessoa. Estamos escutando o povo para transformar suas ideias em ações e algumas das principais queixas de hoje foram o tempo de espera no aguardo de coletivos e a lotação dos veículos”, comentou.

“Peguei questionários e fui aos pontos de ônibus ouvir o que os cidadãos têm a dizer. Foi unanimidade o atraso na espera pelos veículos. Vamos contactar as autoridades competentes, marcar reuniões e viabilizar juntos soluções para que a população possa se beneficiar ainda mais dos serviços públicos”, enfatizou o vereador Tarcísio Jardim, destacando que estar próximo do povo é uma obrigação do parlamento.

Para o aposentado Adjailson Cantalice, essa interlocução feita pelos vereadores é importante para as demandas chegarem à Prefeitura da Capital. “É uma ação brilhante, maravilhosa. Não adianta ir nos bairros de periferia só no tempo da campanha e quando ganhar a eleição esquecer da população. Hoje o transporte público não está tão ruim, mas ainda tem muito o que melhorar, aumentar o número de ônibus em circulação e os motoristas respeitarem a parada para os aposentados. Muitos deles passam direto dos pontos. Os vereadores podem informar o prefeito para ver o que ele pode fazer a esse respeito”, afirmou o morador de Jaguaribe.

“A mobilidade tem que ser levada em consideração porque pode remeter a aglomeração e deve ser encarada com muito cuidado. Os vereadores de João Pessoa estão de parabéns por estarem ao ar livre e sem estar aglomerando nesta ação, discutindo uma questão que é essencial, faz parte do cotidiano do povo, que é o transporte, o ir e vir de um canto a outro, temas que estão sendo levados em consideração com todos os cuidados”, destacou o empresário Thiago Silva, que considera o valor da tarifa alto quando comparado ao serviço ofertado.

Para o empresário, a solução desses problemas pode ser alcançada pela prática da boa política. “A política, feita de forma correta, pode melhorar essas situações. Precisamos insistir e acreditar nessa política feita de forma correta. Passos como estes que estão sendo dados aqui hoje vão levar a gente a crescer enquanto sociedade e caminhar para um bem comum”, concluiu o morador do bairro Jardim Oceania.

O diretor institucional do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur-JP), Isaac Júnior, afirmou que a frota de veículos em circulação está compatível com a demanda de passageiros, mas admitiu que em alguns momentos o fluxo de pessoas pode ser maior. “Observamos que em alguns horários, algumas linhas possuem uma concentração maior de número de passageiros, como das 6h às 7h30 da manhã e das 16h às 18h. Estamos juntos com a Semob corrigindo isso. Quando a gente percebe isso, os ônibus da reserva são acionados para entrar em operação e amenizar essa concentração”, garantiu o diretor.

Participaram da ação os vereadores Marcos Henriques (PT), Marcos Bandeira (PMB), Toinho Pé de Aço (PMB), Bruno Farias (Cidadania), Thiago Lucena (PRTB), Emano Santos (PV), Bosquinho (PV), Odon Bezerra (Cidadania), Bispo José Luiz (Republicanos), Guga (PROS), Marcílio do HBE (Patriota), Junio Leandro (PDT), Carlão Pelo Bem (Patriota), Mikika Leitão (MDB) e Coronel Sobreira (MDB).

Nesta quarta-feira (3), os vereadores vão visitar hospitais e Unidades Básicas de Saúde do Município para observar as condições dos equipamentos, principais queixas do usuário e debater o plano municipal de vacinação. Já na quinta-feira (4), a pauta é Educação. Os parlamentares visitarão escolas municipais e a Secretaria Municipal de Educação para discutir o setor e o retorno das aulas. A agenda itinerante continua na terça-feira (9) quando os vereadores estarão no Largo de Tambaú e Barreira do Cabo Branco com a pauta de ordenamento da orla e preservação da barreira.

PB Agora

Notícias relacionadas

Prefeitura de CG entrega boletos do Garantia Safra a partir desta segunda-feira

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri), inicia nesta segunda-feira, 1º de março, a entrega dos boletos do Programa Garantia Safra para os agricultores…

“Não é fácil discutir política com a juventude”, diz secretário do PT-PB

Os partidos classificados como de centro político foram os grandes destaques das eleições municipais de 2020 e dividiram o controle dos municípios de forma mais equilibrada. Pela primeira vez desde…