A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) arquivou, nesta quarta-feira (27), o pedido feito pelo vereador João Almeida (Solidariedade) para que a eleição da Mesa para o biênio 2019/2020 fosse anulada. A decisão se deu a partir do parecer da Procuradoria Geral da Casa.

No pedido, João Almeida argumentou que não estava presente na segunda sessão, quando foi convocada a sessão extraordinária para a eleição do biênio 2019/2020, e que não existiu parecer da Comissão de Constituição e Justiça, Redação e Legislação Participativa (CCJ), afinal a mesma sequer tinha sido constituída.

O parecer do procurador Antônio Paulo Rolim e Silva reconhece os argumentos do vereador, mas pondera que “tratou-se de um ato político-administrativo no Plenário, cabendo à Mesa Diretora decidir sobre questões ligadas a eleição”.

Tendo em vista o parecer, a atual Mesa Diretora decidiu arquivar o processo, mantendo a eleição antecipada para o próximo biênio.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Manoel Jr busca tirar João Almeida como candidato a prefeito de JP mesmo com aval da Executiva Nacional

Menino, mas já “bigodete”, como era chamado todo o adolescente de 13 ou 14 anos de idade. “Bigodete” sim: o início de um ciclo da “masculinidade”. Claro, hoje está em…

STF determina liberdade de prefeito que guardou propina da cueca, na Paraíba

A decisão foi do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), e resultou na libertação do prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB), Bosco foi preso no…