Por pbagora.com.br

No início da noite desta quarta-feira (02), a Câmara Municipal de Bayeux decidiu manter para esta quinta-feira (3) a sessão que vai julgar o pedido de cassação do prefeito de Bayeux, Berg Lima. Nesta quarta-feira, a Mesa Diretora da Casa cogitou adiar a votação.

De acordo com o presidente da Câmara, Jeferson Kita (PSB), a decisão de manter a sessão se deve a pressão sifrida pela Câmara Municipal. Segundo ele, a decisão sobre a cassação ou não do mandato de Ber trará estabilidade ao município.

17 vereadores compõem a Câmara Municipal de Bayeux, desta forma, para que Berg Lima seja cassado são necessários 12 votos favoráveis ao parecer do relatório aprovado pela Comissão Processante.

Berg Lima é acusado de ter cometido irregularidades em contratos de locação de veículos com a Prefeitura Municipal de Bayeux.

 

PB Agora

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Opinião: estaria Cícero Lucena pavimentando novos caminhos para Leo Bezerra trilhar?

O vice-prefeito de João Pessoa, Leo Bezerra, seguramente é o político que mais tem gozado de prestígio na gestão de Cícero Lucena. Esta é, pelo menos, é a impressão que…

Opinião: o clã Cunha Lima está ameaçado e Pedro pode ser a pedra no sapato do grupo

A verdade é crua. Talvez possa ser amenizada com toques de sal. Desidratar é a palavra chave. E se formos ao Egito antigo, uma dinastia passava aos seus posteriores a…