Por pbagora.com.br

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), teria contratado a empresa de nome Truesafety Inteligência e Contrainteligência – especializada em investigações, para levantar fatos sobre a vida dos Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, e de seus familiares. A informação consta na denúncia formulada pelo Ministério Público, que embasou a deflagração da 8ª Fase da Operação Calvário, na Paraíba.

Segundo o texto do documento expedido pelo MPPB ao Poder Judiciário, ainda no exercício do cargo de governador do Estado, ele, que é considerado como suposto chefe da organização criminosa, teria contratado a empresa, no valor de R$ 23 mil, para apurar fatos contra a vida dos citados. A intenção seria colher informações contra estes servidores para evitar, futuramente, fiscalizações mais rigorosas contra o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, sob a gestão da Cruz Vermelha.
Na denúncia, Coutinho é denunciado pela prática de peculato.

O documento ainda impõe sobre o auditor do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Richard Euler Dantas, a acusação pelo crime de corrupção passiva, devido a recebimentos e solicitações de vantagens indevidas.

O superintendente da Cruz Vermelha, Ricardo Elias, foi denunciado por corrupção ativa, devido a aceitar ofertas e promessas de vantagens indevidas.

 

CLIQUE AQUI E CONFIRA A DENÚNCIA NA ÍNTEGRA

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Levantamento revela queda de candidatos eleitos ligados a polícias e forças armadas

Embora as Eleições 2020 tenham registrado um número recorde de candidaturas de militares, o resultado das urnas mostra que eles não tiveram tanto sucesso quanto em 2016. Dados do Tribunal…

OUÇA – Cícero acusa Nilvan de falsear verdade em imbróglio envolvendo Cássio

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta segunda-feira (23), o ex-senador Cícero Lucena (PP), que é um dos candidatos à prefeitura de João Pessoa neste segundo turno do…