Ainda filiado ao PSL da Paraíba, o deputado estadual Cabo Gilberto, que avisou que deixará a sigla para ingressar nos quadros do Aliança Pelo Brasil, partido criado pelo presidente, minimizou, durante entrevista nesta quinta-feira (21), a repercussão do episódio em que não foi reconhecido pelo presidente Bolsonaro, em evento realizado ontem, quarta-feira (21), em Brasília.

O parlamentar ainda criticou o que classificou de ‘narrativa para querer desmerecer sua imagem’ e tratou o episódio como uma brincadeira.“Vi com bastante tranquilidade, o presidente é brincalhão, o pessoal pega qualquer ponto para criar uma narrativa para querer desmerecer a nossa imagem, mas faz parte. Nunca vão me pegar com nenhum tipo de corrupção ou algo que denigra o nosso mandato. O senador Flávio fez aquele vídeo apenas para elogiar a nossa postura e o nosso trabalho e essa questão de liderança do Governo na Paraíba, eu não tenho nada do Governo Federal, eu nunca pedi nenhum cargo federal”, disse.

Conforme Cabo Gilberto, é a crença na seriedade do governo que o faz continuar apoiando a gestão Bolsonaro. “Eu apoio o governo federal porque eu acredito que é um governo sério, obviamente todos nós sabemos que para o chefe do executivo ter base ele tem que dar espaço aos seus aliados. Eu defendo o presidente que é o que eu acredito, não de agora, mas de muito tempo, porque eu entendo ser um governo sério”, arrematou.

Para não sofrer o constrangimento que o colega sofreu, o deputado estadual do Patriotas, Walber Virgulino, também ratificou apoio à gestão Bolsonaro, todavia se antecipou ao dizer que nunca se sentou para conversar com o presidente e que, provavelmente, se passar pelo Planalto, não será reconhecido pelo gestor.

“Ele nem me conhece. Se você perguntar quem sou eu ele não vai saber. Eu não sou de ligar, não sou de procurar. Eu faço meu trabalho, faço minha defesa à gestão de direita do Brasil, acho que precisávamos dessa cara nova. Acho que Bolsonaro tem alguns erros, mas tem acertado mais do que errado e tenho certeza que ele será o maior presidente desse Brasil”, ressaltou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo após fim de pensão, ex-governadores da PB continuam a receber

Em 2018, o Supremo Tribunal Federal (STF) decretou, em julgamento ocorrido, o fim do pagamento de pensões a ex-governadores e viúvas de ex-governadores da Paraíba. O benefício havia sido aprovado…

Efraim Filho pede harmonia entre Poderes após publicação de Bolsonaro

Harmonia entre os Poderes. É o que defende o líder do Democratas na Câmara, deputado Efraim Filho, após publicação anti-Congresso feita pelo presidente Jair Bolsonaro, através de aplicativo de mensagens.…