Por pbagora.com.br

Sem partido desde que deixou os quadros do Solidariedade na Paraíba, o segundo suplente de deputado federal e atual chefe de gabinete da prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, pode seguir os mesmos passos do prefeito Romero Rodrigues e também embarcar no PSD paraibano, ao lado de figuras como Manoel e Ivonete Ludgério, e a atual presidente, Eva Gouveia.

Em entrevista à imprensa, Bruno disse que a possibilidade existe. “Há um diálogo até chegarmos a um denominador comum. Se tudo der certo, minha filiação será acertada também”, destacou.

Bruno já foi vereador de Campina Grande, deputado estadual e, em 2018, obteve quase 45 mil votos na disputa pela Câmara Federal, mas acabou abarcando apenas a segunda suplência.

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

CCJ da ALPB rejeita texto que torna igrejas como atividade essencial na Paraíba

Na manhã desta sexta-feira (05), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) rejeitou o projeto de Lei de autoria do deputado Jutay Meneses (Republicanos),…

Bolsonaro aparece com aprovação abaixo de 30%, segundo IPEC

No pior momento da pandemia e ainda sem a retomada do pagamento do auxílio emergencial, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro aparece abaixo do patamar de 30% da população, segundo…