Por pbagora.com.br

Recém nomeado líder, Bruno Farias acusa José Maranhão de suposta “cooptação” de bancada na CMJP

Sem querer “dar nome aos bois” o líder da bancada de situação, o vereador Bruno Farias (PPS), denunciou, na manhã desta quinta-feira (22), uma suposta tentativa de cooptação de vereadores de João Pessoa na formação de bancadas na Câmara Municipal, por parte do governador do Estado.

Para o parlamentar, esse tipo de prática não é surpresa, vindo de alguém que repete as mesmas atitudes políticas aprendidas quando ingressou na vida pública, em 1955.

“Relembro a composição das bancadas maranhistas desde Cícero, em 92, e de Cássio, em 2002. Em 2010 não seria diferente”, destacou.

Quem reforçou o coro do líder foi seu companheiro de bancada, Ubiratan Pereira (PSB): “basta ver os vereadores que aderiram recentemente a ele”.

“A discussão é de âmbito estadual, mas ele teima em interferir nas questões do município”, ressaltou Bira.

Tais declarações vêm se tornando constantes vindas do grupo situacionista, em virtude do enfraquecimento das alianças que davam sustentação à pré-candidatura do bloco (encabeçada pelo ex-prefeito Ricardo Coutinho), somado ao clima de indefinições vivido por aqueles que ainda fazem parte da composição: PRP e PPS, por exemplo (ambos partidos com dissidências pró Maranhão).

PB Agora
 

Notícias relacionadas

Prefeitura de CG entrega boletos do Garantia Safra a partir desta segunda-feira

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri), inicia nesta segunda-feira, 1º de março, a entrega dos boletos do Programa Garantia Safra para os agricultores…

Mikika articula licença da CMJP para beneficiar suplente Marcelo da Torre

O vereador Mikika Leitão, do MDB, confirmou nesta segunda-feira (1º) que deve se licenciar do mandato na Câmara Municipal de João Pessoa até junho desse ano. A informação foi divulgada…