Por pbagora.com.br

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse há pouco desconhecer as informações de que a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, foi mencionada na delação premiada dos executivos da JBS. Reportagem publicada hoje pela Folha de S.Paulo diz que a ministra da bancada ruralista, uma das primeiras escolhidas para o próximo gabinete, concedeu incentivos fiscais e arrendou terras no Mato Grosso do Sul ao grupo JBS.

 

Segundo ele, a futuro ministra tem sua confiança. "Eu também sou réu no Supremo. Devo renunciar meu mandato? Ela já foi julgada? Apenas um processo foi apresentado? Eu desconheço. Já fui representado umas 30 vezes na Câmara e não colou nenhuma. Afinal, sou ser humano e posso errar. Se qualquer ministro tiver uma acusação grave, a gente toma uma providência. No momento ela tem toda a nossa confiança", disse.

 

Bolsonaro se encontrou com o cônsul geral do dos Emirados Árabes Unidos, Ibrahim Al Alawi, na etapa do Rio de Janeiro do Grand Slam de Abu Dhabi, o maior torneio mundial do jiu-jítsu, que termina hoje.

 

Ele chegou por volta de 11h30, conversou com o cônsul, foi saudado pelas cerca de 200 pessoas que assistem às disputas e participou da premiação de três atletas. "É de extrema importância aprofundarmos nossas relações com os Emirados Árabes", disse o presidente eleito, que recebeu um convite para visitar o país.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Opinião: Bancada ‘Cara Pálida’!

O grande e excelente jornalista J. R. Guzzo, diretor editorial da revista Exame e colunista da revista Veja, no dia de hoje deu uma declaração triste sobre a bancada evangélica…

Cida trata saída do PSB e possível ida para o PT como especulação

A deputada estadual Cida Ramos, do PSB, negou que esteja de malas prontas para o PT no intuito de disputar à reeleição para uma cadeira da Assembleia Legislativa da Paraíba…