Em sua segunda visita ao Nordeste em menos de um mês, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que foi contra a formalização do Consórcio Nordeste que visa possibilitar parcerias entre os governos da região, iniciativa essa apoiada pelo governador da Paraíba João Azevêdo (PSB). Para Bolsonaro, os governadores atuam para dividir os brasileiros.

“O Brasil é um só, não queiram dividir regiões. Tem alguns que acham que aquela região é dele e não do povo. Isso não existe, o Nordeste é Brasil”, disse Bolsonaro. Em recente visita a Bahia o governador João Azevêdo defendeu a criação do consórcio.

O chefe do Executivo da Paraíba destacou que o Consórcio Nordeste cria possibilidades de investimentos nacionais e internacionais e representa mais de 50 milhões de habitantes. “Essa é uma nova forma de interagir com o mundo porque o Consórcio começa a despertar interesses da União Europeia e da China, por exemplo. Nós sabemos que no atual momento que o país vive, com dificuldades de investimentos, principalmente em infraestrutura, é preciso buscar outras formas de parcerias e essa nova estrutura vai permitir isso”, pontuou.

João Azevêdo também considerou que a criação do Consórcio foi uma iniciativa importante para o Nordeste. “A região tem muito a ganhar não só internamente, com algumas ações que os Estados já estão trabalhando, como a Central de Compras, mas, acima de tudo, nessa relação para fora, apresentando para o mundo uma região riquíssima, belíssima e com um potencial enorme para receber investimentos”, avaliou.

O Consórcio Nordeste atua em nove áreas: desenvolvimento econômico, infraestrutura, meio-ambiente, articulação política e jurídico-institucional, desenvolvimento social, ciência, tecnologia e inovação, segurança pública e administração penitenciária, desenvolvimento da gestão e comunicação pública e estatal.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC convoca bancada da PB e confirma Haddad e Gleisi no ato SOS Transposição

Numa entrevista a uma emissora de rádio do Cariri paraibano, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente nacional da Fundação João Mangabeira, do Partido Socialista Brasileiro, criticou o abandono…

Por passe de Galdino, dirigentes admitem abrir mão do comando de siglas

Pelo menos três presidentes de partidos na Paraíba estão dispostos a abrir mão do comando de suas legendas para conquistar o ‘passe’ do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Adriano…