Por pbagora.com.br

De volta ao comando da prefeitura de Bayeux após 17 meses afastado, o prefefeito 'reempossado' no cargo, Berg Lima, negou, durante entrevista nesta quinta-feira (20) que estivesse sem partido e revelou o que poucas pessoas sabiam – permanece filiado aos quadros do Podemos na Paraíba, o antigo PTN. 

Segundo Berg, a informação veiculada na imprensa dando conta de que ele teria sido expulso do partido após a prisão ocorrida no meio do ano passado tratou-se apenas de mais um mero factóide. Berg chegou a revelar que, durante esse tempo, sequer recebeu alguma notificação da sigla sobre um pedido de afastamento. 

"Isso é uma dúvida muito grande da imprensa, mas em momento algum eu fui expulso do Podemos. O que aconteceu foi que foi destituída a comissão provisória do partido, no qual eu era presidente, no município de Bayeux. Mas se você for agora olhar na internet os registros de filiação partidária, está lá o nosso nome, continuo filiado", garantiu.

Sobre a tese de que o partido havia decretado sua expulsão, o gestor admite que o anúncio pode até ter existido, mas nunca foi efetivado, nunca aconteceu, tanto é que ele nunca, durante todo esse tempo, foi notificado a dexiar a sigla ou informado de que teria sido excluído da agremiação.

"O partido, anunciou, mas não efetivou, inclusive a direção do partido já está modificada e não houve, depois disso, qualquer tipo de desfiliação oficial. Não recebi sequer uma notificação da legenda. Foram apenas factóides. A destituição da comissão provisória do partido houve sim, eu confirmo, todavia a filiação permanece. Eu não fui cassado. O que aconteceu foi o vencimento do prazo, mas não fui desfiliado nem expulso, eu continuo na sigla", emendou.

Indagado se pretende se colocar de volta como candidato à presidência do Podemos em Bayeux, Berg disse que ainda irá conversar com a direção nacional para tomar as próximas decisões. Ele ressalta que tem o desejo de permanecer filiado, mas não sabe se esse sentimento ainda será recíproco. Caso não seja, Berg procurará um no novo abrigo partidário.

"Eu vou conversar com o presidente estadual, o vereador Galego do Leite, nós já tivemos um primeiro contato há poucos dias e ficamos de avaliar e sentar para conversar. Precisamos também de um parecer da direção nacional da sigla. Em princípio nosso desejo é de continuar no partido, mas em caso contrário, com certeza iremos estudar outra sigla partidária para ingressar", arrematou. 

As declarações de Berg Lima foram veiculadas em entrevista ao programa Arapuan Verdade.

 

Márcia Dias

PB Agora


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Pesquisador analisa efeito do fim das coligações que deve extinguir siglas

As eleições municipais do ano passado marcaram o fim das coligações entre partidos para a escolha dos vereadores. A medida, estabelecida pela emenda constitucional 97/2017, enfraqueceu e até representar o…

Wilson testa positivo para Covid, passa bem e cumpre recomendação médica

Mais um deputado federal paraibano testou positivo para Covid-19. Trata-se de Wilson Santiago, presidente estadual do PTB, que testou positivo neste domingo (28) para Covid-19 e está recebendo cuidados em…