Por pbagora.com.br

Casos de família II: Maranhão garante que disputará 2014 e Benjamim tenta abortar postulação do tio à Câmara

Apesar de o ex-governador José Maranhão (PMDB) declarar que caso postule uma cadeira rumo à Câmara Federal nas eleições de 2014, a sua candidatura não afetaria as bases eleitorais do sobrinho, o deputado federal Benjamim Maranhão (PMDB), para não correr o risco de ‘perder terreno’, começou a fazer, literalmente, uma campanha em prol da postulação do tio rumo ao Senado Federal e não à Câmara dos Deputados.

Em recente entrevista, José Maranhão garantiu que iria estar na disputa do ano que vem, no entanto, não sabia ainda qual cargo iria postular.

Diferente do tio, o sobrinho Benjamim Maranhão trata a candidatura de Zé Maranhão, seja a qualquer cargo, como uma possibilidade e não como certeza.

“Eu acredito que, se ele concorrer em 2014, é ao cargo de senador, até porque é o que todas as pesquisas dizem, todas as pesquisas indicam o nome dele como o nome mais forte para o Senado e acredito que isso vai recair sobre o perfil dele, que é de comprometimento com as causas nacionais e, ele voltando a ser senador, José Maranhão poderá prestar um serviço não só a Paraíba, mas também ao Brasil”, disse.

E completou: “Essa sim, a candidatura dele ao Senado, é uma possibilidade concreta”. 

O Mestre de obras também desconversou sobre colocar na pauta de debates da família uma postulação à Câmara Federal.

“Não tenho a menor informação sobre esse assunto. Isso não tem procedência, inclusive estive agora no desfile de 7 de setembro em Araruna, onde Wilma Maranhão (mãe de Benjamim) é prefeita, falamos de vários assuntos, mas este não foi comentado em nenhum momento”, assegurou""

Com a torcida declarada pela postulação do tio ao Senado, Benjamim, nas entrelinhas, mostra que não quer perder espaços e tampouco disputar com o tio os mesmos votos em 2014.

LEGENDA

José Maranhão ainda assegurou legenda à todos os filiados do partido que desejem disputar o pleito do ano que vem, inclusive para o sobrinho, Benjamim Maranhão.

“Não há necessidade de ninguém sair do partido”, disse.

 

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.


LEIA TAMBÉM

Caso de família: criado para representar um grupo, PMDB da PB escanteia o coletivo para priorizar o individual

 

 

Márcia Dias


PB Agora

Notícias relacionadas

Medicamentos genéricos custam até 65% mais barato em CG

A pesquisa de preço de medicamentos do mês de abril do Procon de Campina Grande constatou que os medicamentos genéricos são 65% mais baratos do que os de referência (marca).…

Opinião: Cícero e Bruno “sofrem” pelo negacionismo de Bolsonaro

As verdades são muitas, mas, de fato, não há uma absoluta. Não existe no campo das ciências algo que possa sustentar hipóteses e paradigmas para todo um sempre, pois a…