Benjamim desmente Inácio Falcão mas não descarta apoio a RC ou a Vené em 2014: “Nossa ideia é não fechar portas”

Benjamim diz que foi mal interpretado por Inácio Falcão mas não se lembra que recentemente esteve com Veneziano

Preocupado com as repercussões da entrevista concedida em Campina Grande, pelo vereador tucano Inácio Falcão, que recentemente foi convidado para integrar os quadros do partido da Solidariedade, o deputado federal Benjamin Maranhão, disse que foi mal interpretado. Ele garantiu que não estaria migrando para o bloco do governador Ricardo Coutinho conforme tem sido especulado na imprensa.

Sobrinho do ex-governador José Maranhão, Benjamim disse que houve um equívoco por parte de Inácio Falcão. "No mínimo houve um equívoco. O vereador não entendeu a nossa proposta," disse o presidente do Solidariedade.

Benjamin negou que a filiação de novas lideranças esteja condicionada ao apoio à base governista e acrescentou que a nova legenda não está marchando para o jardim dos girassóis como foi especulado.

"A nossa ideia é não fechar portas! O que estamos dizendo nos convites é que em alguns casos estaremos possivelmente liberando os filiados para posições das mais diversas na disputa majoritária. Não queremos imposição e isso não significa ser situação ou oposição," finalizou Benjamin.

Sofrendo de amnésia? Benjamim Maranhão no entanto, só não explicou os motivos de suas críticas recentes direcionadas a alguns peemedebistas.

Em entrevista a imprensa paraibana ele declarou que há um ano não falava com o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, pré-candidato ao governo do estado pelo PMDB. Só que recentemente o deputado participou do 3º ciclo de debates “Pensando a Paraíba” realizado pelo PMDB na cidade de Guarabira, tendo inclusive, tirado foto fazendo o famoso “V” da vitória.

Benjamim  deixou claro que o Solidariedade não fechou totalmente as portas para o PMDB, presidido no Estado por seu tio José Maranhão. E reafirmou que decidiu deixar o PMDB para ter paz e a posição do Solidariedade com relação as eleições de 2014.

O deputado ressaltou também que sua relação com José Maranhão segue inalterada e atribuiu a setores adversários as especulações de que o ex-governador saíria candidato a deputado federal, o que ocasionaria uma disputa interna na família Maranhão.

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo realiza visitas técnicas e anuncia investimentos em Alhandra

O governador João Azevêdo realizou, neste sábado (19), visitas técnicas às obras de construção de uma unidade escolar e do Centro de Distribuição do Magazine Luiza, no município de Alhandra.…

Filho de Bolsonaro ironiza Julian Lemos e posta foto embaraçosa com o rosto do parlamentar

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) usou seu perfil numa rede social para ironizar o seu colega de partido e também deputado federal Julian Lemos, do PSL da Paraíba. Eduardo…