Por pbagora.com.br

Mais um secretário de governo revelou sua avaliação sobre o pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo protocolado pelo deputado Wallber Virgolino na Assembleia Legislativa da paraíba .

De acordo com o secretário Efraim Morais, ele avalia toda a situação como um barulho que não terá continuidade.

Efraim ressaltou que acredita que a própria Justiça não dará andamento à questão pelo fato de não haver indicações que sustentem o pedido.

“Não só os parlamentares, mas nós secretários e os movimentos sociais têm que estar solidários ao governador João Azevêdo e à Lígia Feliciano. Eu diria que a palavra que eu tenho é um barulho desnecessário até porque pela primeira vez na história desse país se pensa em se cassar governador e vice ao mesmo tempo. Não há nenhuma ação neste momento dentro do governo, o que aconteceu lá atrás fora do governo não é motivo de cassação em nenhum parlamento então eu considero um barulho desnecessário que eu não tenho dúvida que não vai pra frente até pela própria Justiça que não permitirá isso” avaliou.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do MDB/JP chama de ‘falsas’ noticias que o colocam como alvo da PF

O presidente do diretório do MDB em João Pessoa, Alberto Gomes Batista, emitiu nota onde critica a divulgação de notícias que o colocam como investigado no âmbito da Operação Poço…

Opinião: citado na Operação Poço sem fundo, presidente do diretório do MDB de João Pessoa fragiliza Nilvan

O dia começou agitado para o candidato a prefeito Nilvan Ferreira (MDB), pelo fato de uma das pessoas ligadas à família Maranhão ser citado na chamada Operação Poço sem Fundo.…