No mês em que se comemorou o Dia Internacional da Mulher (8 de março), a bancada de senadoras quer priorizar votação de projetos de combate à violência contra as mulheres e em defesa da igualdade de gênero. Uma das senadoras que integra a bancada feminina é a paraibana Daniella Ribeiro (PP). 

Mesmo em minoria, as parlamentares se organizam em torno da pauta feminina e anunciam metas para fazer frente a problemas como a violência contra a mulher e a carga excessiva de trabalho

Um dos destaques é o PLC 94/2018, que amplia a proteção da Lei Maria da Penha. De acordo com a proposta, se houver risco para a mulher, o agressor deverá ser imediatamente afastado do lar. Caso não haja comarca com juiz de plantão na cidade, a autoridade policial vai poder decretar medida protetiva. A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) defende a ideia e lembra que muitas mulheres se negam a prestar queixa com medo de voltar para casa sem nenhuma segurança.

Apesar da baixa representação das mulheres, uma das comissões mais importantes da Casa, a de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) tem a senadora Simone Tebet (MDB-MS) na presidência. E à frente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) está a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS).

Nos demais colegiados as senadoras também estão presentes. Algumas delas participam de até sete comissões, como é o caso da senadora Rose de Freitas (Pode-ES).

— Temos como nos fortalecer e ampliar nossa atuação — avalia a senadora.

 

Redação com Agência Senado

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolinha tenta trazer para sua pré-candidatura em CG o apoio do DEM

Pré-candidato a prefeito de Campina Grande, pelo partido do deputado federal Julian Lemos (PSL-PB), o empresário campinense Artur Bolinha, ofereceu ao DEM comandado no Estado pelo deputado federal Efraim Filho…

“A cultura política sempre conviveu com a corrupção”, diz especialista

Ao analisar os recentes escândalos de corrupção envolvendo diversos políticos paraibanos, o cientista político e professor doutor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Lúcio Flávio, disse que essas revelações pela…