Em entrevista à reportagem do PB Agora, essa semana, a deputada Cida Ramos (PSB) comentou sobre a súmula apresentada e aprovada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no qual os alunos e alunas do curso de direito que tiverem algum problema de violência doméstica, principalmente contra mulheres durante sua graduação,  não poderão tirar sua carteira da OAB. Para Cida, esse é um avanço importante e que revela a seriedade desta ordem.

 

“É fundamental, pois projete aqueles que enfrentam a desigualdade todo dia, as minorias e as mulheres que cada dia mais são vitimas do femícidio. Portanto é preciso medidas duras para enfrentar esses problemas”, disse a deputada destacando que essa medida vai trazer diminuição do número de caso de violência contra as mulheres.

 

Cida destaca ainda que quem foi acusado e condenado por violência seja de qual for o tipo contra as mulheres, idosos, minorias, crianças etc. não tem idoneidade para para exercer a profissão de advogado. “Quem faz isso não está preparado para fazer a defesa desses segmentos e de ninguém”

 

  Veja a entrevista de Cida:

 

Com informações de Eliabe Castor

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

LOA e previdência: Galdino dá o tom dos próximos ritos na ALPB

Após os ânimos acirrados se acalmarem na Assembleia Legislativa da Paraíba, o presidente Adriano Galdino (PSB) destacou que a partir de agora começam os diálogos em busca de um consenso…

Prefeito de Cabaceiras agradece Veneziano por emenda para aquisição de ônibus

O prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro, divulgou ontem, 12, por meio das suas redes sociais a informação da destinação de uma emenda parlamentar do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)…