Ainda sobre o áudio que foi enviado ao PB Agora e outros portais de notícias paraibanos no qual se ouve o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, secretário do Desenvolvimento Social, em diálogo sobre supostas negociações de verbas para a campanha eleitoral de 2018, o líder do governo, vereador Milanez Neto (PTB), disse que não sabe quem poderia ter gravado.

 

“Não sei quem teria a intenção de fazer isso (gravação)”, disse Milanez ao ser indagado de onde acha que o áudio teria vazado. Conforme o líder do governo, o prefeito Cartaxo está sendo vítima de uma rede arapongagem e não tem nem o quê se comentar sobre o áudio.

 

“Sabemos da realidade e o conteúdo de tudo isso. O que nós estamos determinados a fazer é continuar a trabalhar muito pela cidade de João Pessoa”, destacou.

 

 

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Laurita Vaz concede Habeas Corpus ao ex-procurador Gilberto Carneiro

A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, concedeu na manhã desta sexta-feira (21) o Habeas Corpus ao ex-procurador da Paraíba, Gilberto Carneiro, preso no âmbito da Operação Calvário.…

Avante garante legenda a Nadja para disputar prefeitura de Bayeux

Questionada pela imprensa dos motivos que a levaram a deixar o MDB do senador José Maranhão, para ingressar no Avante do deputado estadual, deputado Genival Matias, a advogada Nadja Palitot,…