O vereador Marcos Henriques, líder da bancada de oposição ao prefeito Luciano Cartaxo, na Câmara Municipal de João Pessoa,  informou com exclusividade ao PB Agora , que irá protocolar na próxima segunda-feira, na Casa , pedido para que o secretário de Saúde do município, Adalberto Fulgêncio , receba os parlamentares oposicionistas.

O pedido tem como objetivo dirimir dúvidas em relação aos áudios que apontam possíveis irregularidades cometidas pelo gestor, seu colega Diego Tavares, que está à frete da pasta  do Desenvolvimento Social, e o próprio prefeito Luciano Cartaxo. Marcos Henriques disse que, paralelamente, a bancada de oposição, composta por sete vereadores, irá se manifestar na tribuna da Casa sobre o caso e aguardar o resultado das investigações do Ministério Público.

A decisão de protocolar o documento surgiu após reunião envolvendo os vereadores da oposição. Ela ocorreu na manhã de hoje, na própria Câmara Municipal. “Nós achamos que esse áudio é muito sério. Áudio que levanta vários problemas, com datas suspeitas. Com datas em ano de eleição, e que fala de fornecedores, e deixa margem , através dos seus diálogos, para manobras com o orçamento”.

Marcos Henriques vai além, para justificar o desejo de receber explicações de Adalberto Fulgêncio. “Tem que ser explicado a relação com os fornecedores, tem que ser explicadas muitas frases que foram ditas naquele tema.  Então a gente não vai só ficar esperando o Ministério Público.  A gente vai protocolar segunda-feira um pedido de audiência  com o secretário Adalberto Fulgêncio,  para que ele possa nos receber e explicar as dúvidas”.

O líder oposicionista expressou o desejo de inquirir Fulgêncio na Câmara Municipal, mas pelo baixo número de vereadores da oposição, um requerimento seria “barrado” pela bancada de sustentação do prefeito.  “Gostaríamos que ele viesse à Câmara Municipal, no entanto não temos número suficiente de vereadores. Então, antes de tomar qualquer avaliação sobre algum tipo de acusação,  a gente quer ouvir”, disse o parlamentar, explicando que a oposição deve tratar o caso com a máxima responsabilidade e rigor .

Eliabe Castor
PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lideranças do PSB pregam diálogo para estancar crise no partido

Lideranças do PSB tentam estancar crise do partido na Paraíba e evitar dissabores nas urnas nas eleições 2020. O líder do governo estadual na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa (PSB),…

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terras Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…