O clima foi tenso, dotado de perplexidade e um certo grau de omissão por parte dos vereadores da Câmara Municipal de João Pessoa. A reportagem do PB Agora foi ontem à Casa, a fim de ouvir dos parlamentares seus posicionamentos sobre  áudios vazados envolvendo o prefeito Luciano Cartaxo e dois dos seus secretários que, supostamente, falavam em recebimento de dinheiro ilícito. No entanto, apenas Leo Bezerra (PSB) ensaiou uma fala sobre o caso e, na hora exata do seu pronunciamento, seu microfone foi cortado por solicitação do vereador Humberto Pontes (Avante), que presidia a sessão.

 

Pontes é da base de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo e, na avaliação de Leo Bezerra, o ato cometido por seu colega foi a maneira legal para a problemática do áudio não ser levada ao Plenário. Em mensagem enviada pelo socialista, via WhatsApp, à reportagem do PB Agora, o parlamentar não escondeu seu descontentamento com a postura daquele que estava coordenado os trabalhos da Mesa Diretora.

 

“Amigo, fiquei muito revoltado com o direito da minha fala cortada já estando na tribuna”, e segue o socialista: “Horrível o que o vereador Humberto fez”. E termina a mensagem com uma lamentação, seguida de uma quase constatação. “Perdão mesmo. Fiquei indignado com o corte da minha fala na tribuna. Acho que não me deixaram falar por conta desse áudio que vazou”.

 

O PB Agora, após findada a sessão, flagrou Leo Bezerra entrando na presidência da Casa visivelmente irritado. A suposição é que sua ida esteja ligada ao tolhimento do seu pronunciamento. A reportagem entrou em contato com o vereador socialista nesta manhã, sendo informado pelo próprio parlamentar que estava em reunião com um grupo de taxistas e que, tão logo termine o compromisso, fará pronunciamento relativo aos áudios vazados.

Veja o print:

""

Leia  também:  Mesmo após áudio vazado, vereadores da CMJP preferem a omissão

 

 

Eliabe Castor

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Licença curta de titular frustra sonho de suplente assumir mandato na ALPB

Sem afastamento para tratamento de saúde, Manoel Ludgério frustrou as pretensões da primeira dama de Santa Rita e Jane Panta assumir mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. É que o…

Opinião: João Azevêdo mostra capacidade política e pede que membros do PSB “se desarmem”

O mito criado sobre a figura do governador João Azevêdo (PSB), que o jogava como grande técnico administrativo, não possuindo, no entanto, características necessárias para caminhar nas alamedas tortuosas da…