O clima foi tenso, dotado de perplexidade e um certo grau de omissão por parte dos vereadores da Câmara Municipal de João Pessoa. A reportagem do PB Agora foi ontem à Casa, a fim de ouvir dos parlamentares seus posicionamentos sobre  áudios vazados envolvendo o prefeito Luciano Cartaxo e dois dos seus secretários que, supostamente, falavam em recebimento de dinheiro ilícito. No entanto, apenas Leo Bezerra (PSB) ensaiou uma fala sobre o caso e, na hora exata do seu pronunciamento, seu microfone foi cortado por solicitação do vereador Humberto Pontes (Avante), que presidia a sessão.

 

Pontes é da base de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo e, na avaliação de Leo Bezerra, o ato cometido por seu colega foi a maneira legal para a problemática do áudio não ser levada ao Plenário. Em mensagem enviada pelo socialista, via WhatsApp, à reportagem do PB Agora, o parlamentar não escondeu seu descontentamento com a postura daquele que estava coordenado os trabalhos da Mesa Diretora.

 

“Amigo, fiquei muito revoltado com o direito da minha fala cortada já estando na tribuna”, e segue o socialista: “Horrível o que o vereador Humberto fez”. E termina a mensagem com uma lamentação, seguida de uma quase constatação. “Perdão mesmo. Fiquei indignado com o corte da minha fala na tribuna. Acho que não me deixaram falar por conta desse áudio que vazou”.

 

O PB Agora, após findada a sessão, flagrou Leo Bezerra entrando na presidência da Casa visivelmente irritado. A suposição é que sua ida esteja ligada ao tolhimento do seu pronunciamento. A reportagem entrou em contato com o vereador socialista nesta manhã, sendo informado pelo próprio parlamentar que estava em reunião com um grupo de taxistas e que, tão logo termine o compromisso, fará pronunciamento relativo aos áudios vazados.

Veja o print:

""

Leia  também:  Mesmo após áudio vazado, vereadores da CMJP preferem a omissão

 

 

Eliabe Castor

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano diz que Ricardo “não se sente à vontade com sentimento pacifista”

Ainda filiado ao PSB, o senador Veneziano Vital do Rêgo tem evitado polemizar o racha dentro do partido. Em entrevista nesta quinta-feira (05) ele ressaltou que seu futuro político ainda…

Taciano Diniz garante que o G11 continua com João Azevêdo

A peleja interna do PSB não tem abalado as estruturas do unido G11, na Assembleia Legislativa. O grupo, que começou como G9, mas que hoje já comporta 11 parlamentares segue…