A Paraíba o tempo todo  |

Assembleia lança Parlamento Jovem da Paraíba em Sessão Especial

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quinta-feira (12), uma Sessão Especial com o intuito de anunciar o lançamento do Parlamento Jovem da Paraíba e discutir iniciativas adotadas durante a programação do Agosto das Juventudes do Governo do Estado. Proposto pelo presidente da Casa de Epitácio Pessoa, Adriano Galdino, o evento contou ainda com a participação dos deputados Anísio Maia e Chió.

A sessão, que aconteceu de forma remota, foi feita em conjunto com a Secretaria da Juventude da Paraíba em alusão ao Dia Internacional da Juventude. O presidente Adriano Galdino afirmou que a Assembleia se mantém sempre aberta para ouvir os anseios da juventude e ressaltou que é preciso, além de escutar, aprender com os mais jovens para a construção de um futuro melhor para todos os paraibanos. “Estou muito feliz em dividir esse momento. Esta sessão tem o propósito de ouvir a juventude para construirmos uma Paraíba melhor e mais justa para todos. A juventude paraibana é forte e pode chegar aonde quiser, desde que haja preparo e capacidade para enfrentar seus desafios diante de um país que, socialmente, é muito injusto”, refletiu o presidente.

Para o deputado Chió, é necessário que o Poder Legislativo se mantenha atento às demandas da juventude para que sejam desenvolvidos e apresentados projetos que atendam as necessidades dos mais jovens. “É importante que a Casa esteja sensível as causas da juventude. O parlamento paraibano precisa debater cada vez mais com os jovens para que possamos desenvolver melhor nossos trabalhos na Assembleia”, argumentou Chió. “Cada fala desses jovens nos fortalece e nos ajuda a sonhar com um Brasil próspero e cheio de oportunidades”, concluiu o deputado.

O deputado Anísio Maia parabenizou o presidente Adriano Galdino pela proposta de uma sessão especial para ouvir a juventude paraibana. As políticas públicas direcionadas para os jovens, segundo Anísio, precisam de mais atenção e a juventude tem que ser envolvida em todos os níveis do poder público. “A juventude precisa ser ouvida no Brasil. Um país que não ouve a sua juventude não tem futuro. Esta reunião nos deixou atualizado e atualizado com os problemas dos mais jovens”, declarou Anísio.

O diretor Legislativo da Assembleia Legislativa da Paraíba, José Neto, explicou que o Parlamento Jovem surgiu em 2019 com o intuito de inserir o jovem no espaço político para que no futuro estes jovens estejam ainda mais integrados ao Poder Legislativo. “Por meio de um edital, os candidatos poderão se inscrever e farão uma redação que será analisada pela Secretaria Legislativa. Inicialmente, serão 12 deputados jovens, no entanto, em 2022, faremos um projeto ainda maior. Os itinerantes terão direito a assessores e os três melhores serão encaminhados para o Parlamento Jovem do Congresso Nacional”. Neto ressaltou ainda que a gestão atual se preocupa com a juventude e almeja que os jovens estejam integrados ao parlamento estadual. “Vamos fazer história aqui na Assembleia. Vamos trazer o jovem que nunca teve acesso a absolutamente nada quanto à política e esse jovem vai entrar e ocupar espaços na Assembleia e certamente, um dia, irão testemunhar que o Parlamento Jovem lhes deu a oportunidades de tornarem-se deputados ou servidores da Assembleia”.

A secretária executiva de Estado da Juventude, Rafaella Camarense, destacou que o presidente Adriano Galdino demonstrou sensibilidade ao pôr em prática o Parlamento Jovem. “O lançamento do Parlamento Jovem me deixa muito entusiasmada. É necessário que a juventude paraibana participe da política. Fiquei muito feliz com essa notícia e tenho certeza que a juventude paraibana também”, comemorou Rafaella.

Representando a Secretaria de Estado da Educação, Bela Gama afirmou que a secretaria atua com o intuito de promover o protagonismo juvenil e a abertura da Casa de Epitácio Pessoa para os jovens os torna protagonistas na política paraibana. “Esta sessão com a Assembleia é de extrema importância. Nossos jovens tem sede de voz política e de ocupar espaços. Temos ações para trabalhar com o protagonismo e contra o preconceito, dando voz aos nossos jovens”, afirmou Gama.

A representante da Defensoria Pública do Estado, Marianne Fontenelle, exaltou a ideia de criação do Parlamento Jovem pela Assembleia Legislativa da Paraíba e pontuou que a Defensoria está a disposição para atuar ao lado do Poder Legislativo, atendendo demandas de interesse da juventude. “O Parlamento Jovem materializa o Estatuto da Juventude no que se refere aos meios de atribuir voz política aos jovens”, observou Marianne.

A Sessão Especial contou ainda com a participação do representante da Secretaria de Desenvolvimento e Articulação Municipal, José Henrique Peres; do representante do Serviço Pastoral de Migrantes do Nordeste, Diego Silva; do senhor Anderson Luís, representando a União da Juventude Socialista da Paraíba (UJS-PB); do diretor do Centro Cultural de Mangabeira, Júnior Mangueira; do gestor da Juventude do Município de Cubati, Noé Rozendo; além de membros da sociedade civil organizada.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe