Por pbagora.com.br

Uma articulação está sendo planejada para que a vereadora de João Pessoa e suplente de deputada estadual, Eliza Virgínia (PSDB) possa assumir uma vaga na Assembleia Legislativa, em 2017, após o recesso parlamentar.

Em entrevista a uma emissora, Elisa admitiu a possibilidade. “Este ano não. Eu fui eleita agora vereadora por mais um mandato, com votação expressiva, com uma vitória linda, mas eu sempre estive pronto para assumir, agora ou a qualquer momento, porém estou às vésperas de ser diplomada novamente vereadora, então se fosse para assumir vaga na Assembleia este ano eu não assumiria, eu renunciaria. Na vida tudo tem um tempo. Deus me guia. Se for da vontade de Deus ano que vem assumirei, mas esse ano com certeza não”, disse.

Segundo informações, o deputado Bruno Cunha Lima (PSDB) deve se afastar das atividades parlamentares e permitir a ascenção da tucana ao parlamento estadual.

 “A gente não tem nenhum acordo com Bruno. Eu sempre disse a ele para ficar à vontade. Se Deus quiser que aconteça, acontecerá de forma natural. Mas peço que Bruno não fique constrangido de nenhuma forma de abrir para mim. Não existe acordo nem ‘forçação’ de barra. Eu só acredito naquilo que acontece naturalmente”, destacou.

A vereadora confirmou que há essa possibilidade de articulação e revelou a vontade de seguir defendendo os valores da família, mas nessa oportunidade na Assembleia.

“A bancada do PSDB é grande, fizemos uma aliança grande e sempre tem aqueles que precisam se ausentar um pouco por motivos diversos e se acontecer por algum motivo algum deles se ausentar eu assumo ano que vem, mas esse ano não”, ressaltou.

Nas eleições de 2014 a vereadora se candidatou para o cargo de deputada estadual e obteve 20.249 votos, ficando na terceira suplência. Com as saídas de Zé Aldemir (PP) e Dinaldinho (PSDB) para assumir as Prefeitura de Cajazeiras e Patos, Julys Roberto (PEN) e Antônio Mineral (PSDB) assmume a titularidade.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Luppi diz que apoio a Cartaxo para 2022 é opinião pessoal, não partidária

Após especulações de que poderia filiar o prefeito Luciano Cartaxo (PV) nos quadros do PDT a depender do resultado das eleições municipais de 2020, o presidente nacional da sigla, Carlos…

PB Agora/Datavox: gestão João é aprovada por 63,4% em Nova Floresta

A gestão do governador João Azevêdo (Cidadania), no município de Nova Floresta, segue em alta. Pesquisa realizada pelo Instituto Datavox, em parceria com o portal PB Agora, apontou que 63,4%…