As articulações em torno de uma aliança entre o Podemos eu MDB em Campina Grande devem abortar a possibilidade de filiação do ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (sem partido) aos quadros da legenda e ao mesmo tempo voltar a unir os senadores José Maranhão (MDB) e Veneziano Vital em um mesmo palanque.

Isso porque nos bastidores, o vereador Olímpio Oliveira, único parlamentar do MDB na Rainha da Borborema já se credenciou para figurar como candidato a vice em uma chapa majoritária encabeçada pela secretária Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), esposa de Veneziano.

Como Bruno já avisou que não abrirá mão da postulação à sucessão em Campina Grande, ele terá que procurar um partido que lhe garanta a legenda para encabeçar a chapa.

Ainda no final do ano passado o deputado estadual Raniery Paulino (MDB) admitiu o desejo de ter Bruno Cunha Lima como correligionário partidário, todavia ponderou ao afirmar que o mais importante seria “consensuar interesses” e respeitar a posição que ele venha a tomar. Na mesma época, Bruno também não descartava a possibilidade de migrar para legenda.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo cobra resposta sobre Plano de Retomada de Negócios e sugestões emergências

O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PRTB), cobrou uma resposta do Governo do Estado sobre…

Suplente toma posse na CMJP em função de vereador licenciado

 Renato Martins (Avante) assume vaga deixada por Tanilson Soares (PSB), que solicitou licença para tratar de assuntos particulares A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) deu posse,…