Por pbagora.com.br

O deputado estadual Jeová Campos usou parte de sua fala no Pequeno Expediente durante sessão remota da ALPB, nesta terça-feira (13), para criticar o debate nacional sobre as mudanças propostas pelo governo Bolsonaro em relação à aquisição de armamento pela população brasileira.

“Só tenho a lamentar profundamente que em meio a essa pandemia, com milhares de brasileiros mortos pelo Covid, em meio a tantas famílias enlutadas, com tanta gente passando fome e necessidades, o Brasil se volte para debater a flexibilização do porte e posse de armas”, disse o parlamentar.

Para que discutir o armamento do povo agora. Qual o sentido disto neste momento?, questionou Jeová, lembrando que agora o povo brasileiro está precisando é de ‘vacina no braço’. “O povo está precisando viver em paz e com saúde para trabalhar. É preciso construir uma cidadania coletiva baseada na paz social e não no armamentismo. Isso é uma falta de vergonha e também de respeito”, disse Jeová, complementando que não ia se alongar neste tema porque tinha coisas muito mais importantes para se deter.

 

Redação

Notícias relacionadas

Opinião: isolado no MDB, Nilvan deve migrar para o PSDB a convite de Pedro

Aprendi, desde cedo, que dependendo do caso, somar ou multiplicar é mais viável que subtrair. Então, tendo a chance de trazer uma quantidade maior de números para certa finalidade, como…

Wallber freia tese de Cabo Gilberto sobre coalizão com PSDB para 2022

O deputado estadual Walber Virgolino, que é o atual presidente do Patriotas na Paraíba, puxou o freio do colega de bancada, o deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) e frustrou a…