A Paraíba o tempo todo  |

Após ter registro cassado, Dinaldo Wanderley vai a Brasília para tentar salvar o mandato na ALPB

O deputado Dinaldo Wanderley (PSDB) está em Brasília trabalhando com seus advogados para reverter a decisão do ministro Hamilton Carvalhido, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ontem, em decisão monocrática, cassou o registro da sua candidatura.

Ele foi reeleito deputado estadual com 26.822 votos, só que o Ministério Público Eleitoral recorreu ao TSE pedindo a impugnação da sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa. O fato é que Dinaldo, que já foi prefeito de Patos, teve problemas com a prestação de contas de um convênio firmado com órgão federal.

O ministro Hamilton Carvalhido disse que o caso se enquadra na alínea g da Lei da Ficha Limpa, uma vez que há nos autos prova da existência de irregularidade insanável, que configura ato de improbidade administrativa.

O deputado Dinaldo Wanderley disse que o ministro Hamilton Carvalhido não levou em conta a existência nos autos de uma certidão do Tribunal de Contas da União atestando que as suas contas não foram rejeitadas pelo órgão.

Com base nessa certidão é que ele espera por uma reconsideração do relator do recurso. Caso contrário, os advogados entrarão com um agravo para ser apreciado por todos os membros do Tribunal Superior Eleitoral. Dinaldo disse ter certeza que a decisão do ministro Hamilton Carvalhido será modificada pelo TSE.


Do Lana Caprina

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe