O deputado federal paraibano Julian Lemos (PSL-PB) comentou na manhã desta segunda-feira (03), a uma emissora da capital o caso que envolve o deputado Expedito Netto (PSD-RO) que o acusa de lhe dar uma cabeçada e prometeu denunciar o parlamentar paraibano no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados nesta semana.

 

“Não houve cabeçada alguma a imagem é nítida, eu sou uma pessoa que pelo meu tamanho caso fosse preciso eu me defenderia. Mas aquele parlamentar já fazia uns vinte minutos que ele agredia a presidente da sessão a chamando de incapaz”, disse Julian destacando que o episódio começou quando sofreu um “encostão” com a passagem do deputado Edmilson Rodrigues, do PSOL do Pará. Há troca de farpas, mas a turma do deixa disso segundo Julian agiu rápido. Em seguida, de acordo com Julian aparece o deputado Netto e toma as dores do colega paraense. O deputado paraibano, segundo ele, não gostou e confronta o parlamentar do PSD. As imagens mostram o momento em que Julian encosta a testa na do colega e faz o enfrentamento.

 

“Aí ele começou salivando no meu rosto. Eu dei uns cinco gritos nele. Eu não fui para ali, para ficar levando gritos de seu ninguém. Ele arregou sim. E ficou lá com a cara de quenga e depois foi fazer o miminí. Agora você acha que se eu tivesse dado uma cabeçada naquele cabra ele tinha ficado em pé. Eu tinha derrubado na hora”, afirmou Julian.

 

 

 

Redação

 

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Líder na ALPB diz ser contra privatização das BRs 101 e 230 na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana o ex-deputado federal e líder do bloco governista o deputado estadual Wilson Filho (PTB) opinou sendo contrário, a inclusão dos trechos das BRs 101 e…

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terra Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…