A Paraíba o tempo todo  |

Após arrastão registrado em Coqueirinho, Ruy cobra reforço policial no Litoral Sul

Foto: Assessoria

O deputado federal Ruy Carneiro (PSC) criticou o abandono do poder público e a falta de segurança registrada no Litoral Sul da Paraíba, após um grupo de turistas ter sido vitima de um arrastão na cidade de Conde. O crime aconteceu na tarde de terça-feira (19) no mirante do Dedo de Deus, em Coqueirinho, e uma das vítimas chegou a registrar uma parte da ação criminosa.

Ruy afirma que a questão da insegurança tem sido um dos graves problemas do estado e em situações como essa também interferem diretamente no turismo e em outros diversos setores da economia.

“O problema grave da insegurança na Paraíba não é de hoje e tem se agravado numa escala crescente nos últimos anos. Esse vídeo do arrastão em Coqueirinho está circulando nas redes sociais e isso gera um prejuízo enorme para o turismo e demais segmentos ligados à economia da região. Qual a imagem que essas vítimas vão levar do nosso estado e divulgar por onde passarem? Quem vai reparar os traumas dessas pessoas? É preciso abandonar o discurso vazio e criar ações efetivas para combater esse tipo de crime”, defendeu o deputado.

Um dos turistas, que não se identificou, divulgou um vídeo nas redes sociais contando detalhes da ação.

“Representantes do turismo da praia de Coqueirinho precisam prestar mais atenção nos pontos turísticos aqui da região. Estamos em grupo, eu do Rio de Janeiro, pessoas de São Paulo, Sul, Sudoeste. Quase no final do passeio fomos assaltados e não tem nenhum carro de polícia pra guardar a gente e evitar que isso aconteça. Meliantes armados levaram todos os nossos pertences, documentação, passaporte, celular, cartão de crédito, aliança. Eles foram embora rindo, porque aqui não tem segurança”, finalizou a vítima.

A violência no Litoral Sul não está restrita a esses pontos específicos e também tem feito outras vítimas, a exemplo da morte do sargento da Polícia Militar, Wildes Feliciano, de 54 anos, durante uma tentativa de assalto no mês de fevereiro. O aumento no número de assaltos registrados em estabelecimentos comerciais e os arrombamentos de casas também tem assustado e afastado moradores e comerciantes da região.

 

Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe