Alencar diz que médicos pediram para que ele fique na capital paulista.

Vice sofreu infarto na semana passada; ele estava internado desde outubro.
 

O vice-presidente José Alencar recebeu alta do Hospital Sírio Libanês na tarde desta quinta-feira (18), após 24 dias de internação. Ele deixou o centro médico por volta das 17h.

Alencar estava internado desde 25 de outubro por causa de um quadro de obstrução intestinal. Na semana passada, ele sofreu um infarto agudo do miocárdio, mas exame de cateterismo mostrou que ele não tinha obstrução grave nas artérias.

Na porta do hospital, ele conversou rapidamente com jornalistas e disse estar feliz com a alta. O vice afirmou ainda que os médicos querem que ele permaneça mais alguns dias em São Paulo. "Vou descansar um pouco. Sair do hospital e entrar em uma rotina caseira, isso pode fazer bem", disse.

Alencar disse que terá nova sessão quimioterapia na próxima semana. Questionado, Alencar comentou que não sabe quando retorna para Brasília.

O vice-presidente afirmou que, apesar de ter sido "muito bem tratado", a rotina hospitalar é algo que "sempre cansa". "Então, estou muito feliz de estar podendo sair", disse. "Estou bem, estou saindo com muita segurança de que as coisas vão bem", disse, afirmando que a obstrução intestinal melhorou "consideravelmente".

Luta contra o câncer

O vice-presidente luta contra um câncer na região do abdome e já passou por mais de 15 cirurgias. Em julho de 2009, Alencar foi submetido a uma operação motivada por uma obstrução intestinal causada por tumores abdominais.

Em setembro, o vice-presidente foi internado no mesmo hospital em razão de um edema agudo de pulmão. Em julho, por causa de uma crise de hipertensão, ele ficou hospitalizado e passou por um cateterismo.

Veja abaixo boletim médico

"AVISO DE ALTA

18/11/10

17h00

O vice-presidente da República, José Alencar, recebeu alta nesta quinta-feira (18/11), do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

O paciente estava internado desde o dia 25/10 para tratar, inicialmente, um quadro de suboclusão intestinal e, posteriormente, um infarto agudo do miocárdio.

O vice-presidente encontra-se estável do ponto de vista cardíaco, apresentou melhora do quadro suboclusivo e seguirá com o tratamento para o sarcoma, ao qual vem se submetendo.

As equipes médicas que o acompanham são coordenadas pelos Profs. Drs. Paulo Hoff, Raul Cutait, Roberto Kalil Filho, e Paulo Ayroza Galvão.

Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira Dr. Riad Younes

Diretor Técnico Hospitalar Diretor Clínico"

 

G1

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

”Pensão a ex-governador está perto do fim”, comemora Ruy Carneiro

O deputado federal paraibano Ruy Carneiro comemora a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da proposta de fim da pensão para ex-governadores. O relatório foi apreciado no final…

Saiba como se dá escolha de candidatos para eleições municipais

Não há eleições ordinárias em 2019, mas a Justiça Eleitoral e os partidos políticos já estão em plena preparação para as Eleições Municipais de 2020. Essa antecipação se justifica pelo…