A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Apoio de Efraim a Bolsonaro dificulta acertos com João e a eleição para o Senado

As relações do deputado federal Efraim Filho com o esquema capitaneado pelo presidente Jair Bolsonaro em nada ajudam para que ele seja acolhido na chapa a ser encabeçada pelo governador João Azevêdo.
De certa forma, também dificultam uma eventual eleição para a única vaga disponível para um representante da Paraíba nas eleições do próximo ano. Pesquisas qualitativas encomendadas por políticos e partidos sugerem: pelo menos neste momento, o mais prudente para candidato majoritário é tomar distância do presidente da República, cuja imagem está bastante desgastada.
Certamente o governador João Azevêdo não vai querer – ou evitará – na sua chapa um candidato totalmente comprometido com desgoverno de Jair Bolsonaro, ainda mais um presidente que tem tentado atribuir a João e outros governadores mazelas que vão desde a escalada do preço dos combustíveis até problemas inerentes ao combate à pandemia.
Nos últimos dias, a imprensa tem noticiado que as relações do deputado Efraim Filho com o esquema do presidente Bolsonaro estão cada vez mais estreitas. Inclusive, foram publicadas fotos de Efraim em Palácio junto e misturado com os filhos do presidente Bolsonaro. Como se vê, uma peça importante para o governo na Câmara Federal.

Espigões
A Assembleia Legislativa vai promover uma ampla discussão sobre a iniciativa da Prefeitura do Conde que altera radicalmente a legislação ambientam em vigor.
Requerimento neste sentido, de autoria do deputado Jeová Campos, foi aprovado em plenário.
Jeová está preocupado com prováveis mudanças especialmente quando à legislação que regulamenta ocupação do solo, na área urbana e das praias situadas no Município do litoral sul do Estado, permitindo a construção de edificações com mais de dois andares em áreas próximas à praia.

Com a nova legislação, segundo Jeová, o Conselho Gestor – CONGES, um órgão de controle social e garantidor da participação popular no acompanhamento e deliberação das políticas públicas, passará a ser um órgão meramente opinativo, sem poder de decisão sobre as importantes temáticas relacionadas ao meio ambiente no Município de Conde. Ele explicou que ainda que sob o argumento de garantir que sejam implementados novos empreendimentos, gerando emprego e renda, a nova proposta que está tramitando no parlamento do Conde dará poder de definição de locais para implantação de grandes equipamentos urbanos, inclusive de esgoto, à Secretaria de Planejamento – SEPLAN, do município.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      12
      Compartilhe