O possível adiamento das eleições deste ano vem pautando os debates entre os políticos em todo o país e na Paraíba não é diferente.

Alguns políticos são a favor do adiamento das datas e outros inclusive defendem que os mandatos sejam prorrogados para que haja a coincidência de datas entres os pleitos municipais e estaduais.

Para o senador José Maranhão, é preciso evitar certas tendências de aproveitamento neste momento de pandemia.

“Ninguém tem bola de cristal. Nem mesmo os cientistas se aventuram a dizer em que prazo essa questão será superada, resolvida. Mas é evidente que é preciso evitar certas tendências, fora do Senado, entre os prefeitos, entre vereadores, na busca de, aproveitando este momento de pandemia, prorrogar mandatos, com o que não concordamos”, ressaltou.

Para Maranhão, não é uma tese democrática a prorrogação dos mandatos, já que é uma proposta que vai de encontro ao que prevê o texto constitucional.

“Seria quebrar o princípio da periodicidade da eleição e da rotatividade do poder. Nós não temos o direito de prorrogar mandatos, porque este não é o nosso papel, quebrando um princípio que é basilar para o funcionamento da democracia, a periodicidade das eleições”, arrematou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Almeida ironiza tese de aliança SD/PSDB em João Pessoa

Mesmo ainda não tendo recebido o apoio formal da sua sigla na Paraíba a sua intenção de disputar a prefeitura de João Pessoa nestas eleições o vereador e dito pré-candidato…

MPPB denuncia prefeito de Santa Rita por contratações ilegais de servidores

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ofereceu denúncia ao Tribunal de Justiça do Estado (TJPB) contra o prefeito do município de Santa Rita, Emerson Fernandes Alvino Panta. De acordo com…