Por pbagora.com.br

O prefeito da cidade de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB) segue preso mesmo após o STF ter determinado a sua soltura mediante o pagamento de fiança estipulada em R$ 522 mil.

A defesa do gestor alega que ele não tem condições financeiras de arcar com o valor estipulado e que a família e amigos estão realizando uma vaquinha para tentar arrecadar o montante.

João Bosco está preso desde o fim do ano passado e em Uiraúna, quando a decisão foi divulgada, apoiadores dele fizeram uma carreata na cidade.

PB Agora

Notícias relacionadas

Mesmo com afastamento do PSD do Governo Federal, Romero defende reeleição de Bolsonaro

Apesar do distanciamento do PSD Nacional do governo Bolsonaro, na Paraíba, o presidente estadual da legenda, o ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) já avisou que vai continuar defendendo a reeleição do…

Nota: ALPB se solidariza com Eduardo Carneiro após parlamentar revelar ameaça de Aluísio Regis

Na tarde desta sexta-feira (7), a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) emitiu nota prestando solidariedade ao deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB). O parlamentar revelou estar sofrendo ameaças do ex-prefeito do…