A Justiça Federal determinou à Anatel o afastamento imediato do sindicalista José Zunga Alves de Lima do conselho consultivo da agência.

Zunga fora indicado ao cargo em março de 2008 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de quem é amigo pessoal, como representante da "sociedade civil" mesmo sendo funcionário da Oi, informa a repotágem de Andreza Matais e José Ernesto Credendio publicada na edição desta sexta-feira da Folha e disponível na íntegra para assinantes do jornal e do UOL.

Segundo a ação do Ministério Público Federal, houve irregularidade na nomeação de Zunga, uma vez que a agência tem como atribuição administrar conflitos de interesse entre empresas e usuários, tarefa que exige autonomia e independência em relação ao mercado.

Como houve recurso da Anatel e do sindicalista, Zunga continua no cargo até a decisão final da Justiça.

Segundo a Folha apurou, apesar da decisão ter saido no último dia 6 de outubro, a agência tratou o assunto como sigiloso e só decidiu ingressar contra a decisão na semana passada para evitar desgaste a Dilma Rousseff.

OUTRO LADO

Zunga disse nunca ter defendido interesses de empresas na agência. Já a Anatel e o Planalto não se pronunciaram.

Folha Online

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PL de Vené proíbe taxa diferenciada por curso em inscrição para vestibular

Comissão do Senado aprova projeto de Veneziano que proíbe taxa diferenciada por curso, em inscrição para vestibular A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal (CE) aprovou o…

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…