Por acaso, alguém está mesmo perplexo com o que aprontava essa “quadrilha” de vereadores de Santa Rita, desbaratada pelo Gaeco, e que foi presa nesta madrugada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado e Combate a Corrupção? Alguém ficará pasmado se porventura dentro de poucas horas toda essa canalha estiver soltinha da silva, circulando livre por ai e zombando da cara da sociedade?

Claro que não! No Brasil, o crime compensa, para quem é propenso praticá-lo. E como compensa… Até certa medida, as próprias leis são pedagógicas no sentido de que cometer crime vale à pena, porque não dá em nada. Aliás, nossas leis são produzidas por Congresso Nacional que, passando a peneira, vai sobrar pouca gente que não esteja direta ou indiretamente envolvido com alguma lambança. Então, eles já produzem as leis com suas falhas e brechas propositais, para eventualmente escapar…

Não, não há mesmo motivo para tanto espanto. Senão vejamos: quem não se lembra da famosa cena do prefeito de Bayeux, Berg Lima – jovem que se elegeu numa virada de cenário eleitoral, prometendo renovação nos costumes políticos etc e tal – recebendo uma bolada de um empresário, num flagrante inequívoco e filmado ao vivo e em cores e em pleno exercício do mandato? Pois bem, onde está Berg Lima? Em que cadeia ele se encontra?

Berg Lima está muito bem, obrigado, exercendo a função de mais importante autoridade do município (prefeito), deitando e rolando. E mais: já anunciou, segundo o que foi amplamente divulgado pela imprensa, que é candidatíssimo à reeleição. E mais: alguém ficará admirado se porventura o tal Berg eleger-se com folgada maioria de votos, apesar de tudo?

Contextualizando

Nesta madrugada, uma operação do Gaeco e das Delegacias de Repressão ao Crime Organizado e Combate a Corrupção, resultou na prisão de 11 vereadores da cidade de Santa Rita que retornavam de Gramado, no Rio Grande do Sul. Eles teriam ido participar de um falso congresso.

As pecinhas que estavam farrando com a grana pública, segundo a imprensa, foram: o presidente da Câmara, Anésio Miranda; os vereadores Brunno Inocêncio, Carlos Antônio, Diocélio Ribeiro, Francisco Medeiros, Francisco Queiroga, Ivonete Barros, Marcos Farias, Roseli Diniz, Sergio Roberto e o contador Fabio Cosme.

E mais: teve deles que levou filhos e cônjuges, talvez até o papagaio ou o cão de estimação.

Leilão de artes

O Hospital Napoleão Laureano recebeu como doação da Construtora Fibra 64 obras de artes do renomado artista paraibano, Clóvis Junior. Todo este acerto está sendo leiloado desde o último dia 31.

São dois leilões: um presencial, na Estação das Artes, no próximo dia 8, a aprtir das 20h30. O outro é virtual e as obras já podem ser arrematadas no site https://www.leiloespb.com.br/leilao/index/leilao_id/88

A empresa LeilõesPB, através do seu proprietário, Cleber Melo, se prontificou a realizar esse evento sem custos para o hospital, portanto, 100% do que for arrecadado pelo Leilão será depositado diretamente na Conta Corrente do Hospital Laureano, que tem mais de 90% dos seus pacientes atendidos pelo SUS.

Wellington Farias

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Na Itália João discute infraestrutura e cooperação econômica

Em seu último dia de agenda na Itália, o governador João Azevêdo (PSB) juntamente com os demais gestores nordestinos do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste) debateu…

Santiago comemora aprovação de PEC que agiliza liberação de emendas para estados e municípios

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nos dois turnos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 48/19, do Senado, que estabelece nova regra para repasse de recursos federais por…