A secretária de Desenvolvimento e Articulação Municipal do Estado da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo (PODEMOS), voltou a cogitar a possibilidade de disputar a Prefeitura Municipal de Campina Grande em 2020. Esposa do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB), Ana Claudia disse que já teve o seu nome lembrado em duas eleições para concorrer ao Palácio do Bispo, inclusive em 2012.

– O meu nome tem sido lembrado já há duas eleições. A política é muito dinâmica. Está divulgando os resultados e as pessoas já pensando na outra eleição. Eu fico feliz que estejam lembrando de mim e as pessoas têm demonstrado apoio à minha pré-candidatura – frisou.

Em entrevista a uma emissora da Rainha da Borborema, ela disse que a oposição tem nomes fortes que agregam, somam e tem amplas condições de disputar e vencer as eleições, mas o debate em torno da construção da chapa majoritária está apenas começando. Entre os nomes credenciados para disputar as eleições na cidade, a secretária citou o da vice governadora Lígia Feliciano (PDT), do secretário de Saúde Geraldo Medeiros (PSB), do deputado estadual Inácio Falcão (PcdB) e do senador Vital do Rêgo (PSB). Ela ressaltou que o candidato deve apresentar um projeto que resgate a cidade, e devolva a autoestima dos campinenses.

“O fato é que nós temos excelentes nomes; pessoas que vem agregar. O que eu tenho posto é que nós precisamos ter um projeto para Campina Grande. Projetos que possam resgatar a autoestima e o trabalho de Campina Grande. Queremos que a cidade para de figurar nas páginas policiais como temos acompanhado nos últimos dias” enfatizou.

Ana Claudia lembrou que só aceitou disputar uma eleição em 2018, quando saiu candidata a deputada federal e mesmo com um pouco tempo de campanha, obteve quase 50 mil votos. Considerando-se uma vencedora no pleito, ela disse que aprendeu muito com a experiência da campanha, pois teve oportunidade de percorrer a Paraíba, agregando assim, a sua experiência como gestora em outras épocas, tanto na Secretaria de Interiorização na gestão do ex governador José Maranhão (PSB), como na condição de secretária chefe da Casa Civil do ex governador Ricardo Coutinho (PSB); bem como, na superintendência da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) por quase 6 anos.

Ana Cláudia também criticou as declarações do empresário Artur Bolinha (PSL), que se considera o único pré-candidato da oposição à Prefeitura Municipal de Campina Grande. Para a secretária, a declaração de Bolinha foi equivocada.
– Acho uma afirmação tanto quanto equivocada. Na verdade, me considero representante do povo de Campina Grande. Quem quiser se enquadrar em um ou outro aspecto fique à vontade – disse.

Severino Lopes
PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ANÁLISE: aparecimento de Cássio sem ser convidado, escanteou Romero e gerou problemas com aliados…”

O discurso – aparentemente forjado – de que o ex-senador Cássio Cunha Lima não está querendo nada com política, é uma tremenda balela. Ele quer, sim. E como quer!… Mais…

Opinião: Cartaxo não leu Darwin e coloca sua própria evolução política em risco

“Publicada em 1859 pelo cientista britânico Charles Darwin, a obra “Sobre a origem das espécies através da seleção natural” introduziu pela primeira vez a ideia da evolução por meio da…