Os cargos de direção das instituições públicas, de acordo com a avaliação do vereador Geraldo Amorim (PDT), devem ser ocupados por especialistas técnicos na área em que vão atuar. Seguindo esse raciocínio, o vereador parabenizou o governador eleito Ricardo Coutinho (PSB) pela escolha do novo secretário da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, o delegado da Polícia Federal Cláudio Coelho Lima, por sua “vasta experiência técnica” em relação à segurança e ao policiamento. Amorim foi o entrevistado no ‘Jornal da Câmara’ (JC), na manhã desta quarta-feira (15).

 

Geraldo Amorim acredita que foi um passo muito importante da nova gestão do estado que “escolheu pessoas extremamente competentes e experientes para comandar a segurança pública”. Para ele, é uma indicação formalizada com critério e competência, acrescentando que a equipe vai precisar de apoio e investimentos para combater a violência na Paraíba.

 

“Precisamos priorizar essa questão da segurança, para obtermos êxito aqui em nosso estado. O novo secretário conseguiu uma revolução em Pernambuco (PE), com a diminuição do índice de violência na cidade de Recife, quando geriu a segurança pública daquele estado, mas teve apoio e investimento e tempo para trabalhar seu programa. Esperamos que aqui ele consiga o mesmo êxito, pois sabemos que não há mágica, nem milagres. Existem planos e programas para solucionar o problema, sempre com apoio e investimentos”, avalia Amorim.

 

A Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2011 também foi comentada por Geraldo Amorim na entrevista, ressaltando uma nova prorrogação para o prazo de apresentação de emendas por parte dos vereadores. O limite de prazo que seria nesta sexta-feira (17) foi estendido para a segunda-feira (20). Ele foi enfático em declarar a necessidade das emendas elaboradas pelos parlamentares serem impositivas, pois, de acordo com ele, elas até certo ponto se tornam inócuas, pois o prefeito vai priorizar os investimentos para o que lhe seja mais conveniente em sua gestão.

 

Na questão das demissões de servidores públicos prestadores de serviço, que será discutida em audiência pública na Casa nesta quinta-feira (16), proposta pela vereadora Eliza Virgínia (PPS), o parlamentar diz acreditar ser de fundamental importância a plenária, para se poder traçar ações que levem em conta o respeito pelos profissionais que exercem suas atividades já há muitos anos e que não podem ficar sem seu sustento de uma hora para outra.

 

Segundo Amorim, há a necessidade do Ministério Público (MP) dar o exemplo, começando esse processo em sua própria Casa, fazendo os ajustes em seu quadro de pessoal. O parlamentar também lembrou ao MP que a Constituição Federal protege servidores que já têm cinco anos de atividade. Ele acrescentou: “Não se pode resolver uma situação que já se perpetua há 20, 30 anos, de uma hora para hora. Todo esse processo deve ocorrer com responsabilidade e respeito ao cidadão”.

 

O ‘Jornal da Câmara’ é um programa que dá espaço para os parlamentares conversarem com a população de João Pessoa, sendo transmitido de terça a quinta-feira, ao vivo, a partir das 9h, pela TV Câmara, Canal 23 da Net

 

 

Ascom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: João Azevêdo mostra capacidade política e pede que membros do PSB “se desarmem”

O mito criado sobre a figura do governador João Azevêdo (PSB), que o jogava como grande técnico administrativo, não possuindo, no entanto, características necessárias para caminhar nas alamedas tortuosas da…

Bandeira branca: aliado de Romero em CG ‘afaga’ governador

Aliado do prefeito Romero Rodrigues (PSD), e ferrenho opositor do Palácio da Redenção, o vereador Alexandre do Sindicato (PHS), surpreendeu os colegas de bancada e a oposição, ao elogiar a…