Algoz de Luceninha prevê caos em Cabedelo com ascensão de Leto na prefeitura: “Ele só pensa em dinheiro”

Após ter tido a legenda negada pelo PMDB para disputar a prefeitura de Cabedelo em 2012, chegando até mesmo a renunciar à postulação por conta do impasse partidário, o deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) avaliou a renúncia do prefeito da cidade portuária, Luceninha (PMDB), como uma tragédia anunciada e que só tende a piorar com a ascensão do vice.

Segundo parlamentar, o abandono do gestor ao posto, confirmado hoje, após 11 meses de mandato era previsível.
“Esse grupo que aí está há mais de 20 anos desgasta a cidade de Cabedelo, não avançam e com Leto as coisas agora só vão piorar, a tragédia só começou”, detonou.

Para Trocolli, o que era ruim pode piorar com a ascensão do sucessor de Luceninha, o vice Wellington Viana (PTN) na administração municipal de Cabedelo, visto que o novo representante da cidade fazia do mandato um negócio e não um projeto coletivo.

“Leto não acredita no coletivo e sim no dinheiro, ele faz política por negócio e não por sacerdócio”, disparou.

O deputado lembrou que vários vícios rodeiam o passado de Leto, que tem uma vida pregressa que demonstra quem realmente ele é.
“Cabedelo vive um descompasso administrativo, perdeu seu espelho, é uma cidade que tem a maior renda per capita do Estado e mesmo assim não consegue avançar por conta da inoperância e inabilidade de seus administradores”, avaliou.

FORASTEIRO

Trocolli aproveitou ainda para relembrar um episódio em que chegou a ser classificado como forasteiro por expressar as pretensões de disputar a prefeitura da cidade.

“Infelizmente os que se dizem filhos de Cabedelo não são de lá, porque nem Luceninha nem Leto nasceram em Cabedelo e eu tenho a confiança de que a população terá consciência e  pesará todos os acontecimentos antes de fazer uma escolha da próxima vez”, falou.

 

Márcia Dias


PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Santiago cobra aprovação do PL que garante auxílio emergencial até 31/12

O deputado federal Wilson Santiago (PTB) apresentou Projeto de Lei, na Câmara dos Deputados, que prorroga o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 até 31 de dezembro deste ano.…

Eleições 2020: Cícero admite composição com João Azevêdo ou com Cartaxo

“Se eu fizer um projeto que eles compreendam como o melhor de João Pessoa, serão bem vindos os apoios, quer seja da prefeitura, quer seja do governo do Estado”. A…