O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, vai reunir nesta quarta-feira, 6, em Brasília representantes da Prefeitura de João Pessoa e do governo do Estado para tentar por fim ao impasse que envolve as duas adminstrações com relação a um terreno em Mangabeira onde o governo quer construir um trevo e a Prefeitura um Terminal de Integração. De acordo com cartório de registro de imóveis, o terreno pertence a Prefeitura, mas o governo insiste em dizer que é dono da área. O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), confirmou presença. O governador Ricardo Coutinho (PSB), ainda não.

“Quando conseguimos reunir o prefeito da Capital, o governador do Estado e o ministro das Cidades para debater a mobilidade estamos dando um grande sinal de maturidade política. Eu estou totalmente aberto ao diálogo e acredito que é plenamente possível que Mangabeira ganhe as duas obras, tanto o Trevo quanto o Terminal do BRT, que terá um investimento de R$ 200 milhões. Da minha parte a disposição é trabalhar para viabilizar as duas obras”, disse o prefeito.

""
Conforme anunciado pelo ministro Aguinaldo Ribeiro, a reunião, deve contar com a participação do Governo do Estado e servirá para que se chegue a um consenso sobre a construção do Terminal de Integração e o Trevo de Mangabeira. “O objetivo principal é que tanto a Prefeitura, como o Governo possam executar suas obras no bairro de Mangabeira”, destacou.

O ministro Aguinaldo Ribeiro mostrou-se interessado com o projeto de Mobilidade Urbana apresentado pelo prefeito Luciano Cartaxo, entre eles o Terminal de Integração de Mangabeira e a instalação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus), que vai garantir cinco corredores exclusivos de ônibus na Capital.
Mobilidade – As obras do Terminal de Integração de Mangabeira devem iniciar no primeiro semestre de 2014 e tem o objetivo de desafogar o trânsito em toda a Zona Sul da Capital, beneficiando os principais corredores de tráfego como as avenidas Pedro II, 2 de Fevereiro e Josefa Taveira, dentre outras. O investimento desta obra é de R$ 188 milhões.

 

Redação com assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian não assinou lista que alçava filho de Bolsonaro à liderança do PSL

Os áudios polêmicos do deputado federal Julian Lemos e de Jair Bolsonaro, amplamente divulgados na imprensa, além da informação de que o presidente teria uam ‘lista negra’ de traidores e…

Auxiliar nega articulação para disputa de CG: “Não foi discutido com governador”

O secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, voltou a negar, durante entrevista essa semana a existência de articulações envolvendo o nome dele para a disputa pela prefeitura…