O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), cumprirá agenda oficial nesta segunda-feira (2) em João Pessoa e Campina Grande. O primeiro compromisso ocorreu às 9h40, no aeroporto Castro Pinto em João Pessoa. O ministro recepcionou os 75 médicos cubanos que participam da segunda etapa do Programa Mais Médicos.

Durante a semana, os profissionais conhecerão os hospitais e clínicas especializadas do estado, antes de irem para os municípios onde trabalharão a partir do dia 9 de dezembro. Ao todo, três mil médicos estiveram, nas últimas três semanas, concentrados em cinco capitais – Brasília (DF), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP) – participando do módulo de acolhimento e avaliação do Mais Médicos.

 

 ""

 

""

A aprovação no curso é condição para a emissão do registro profissional provisório pelo Ministério da Saúde, sem a qual os médicos estrangeiros não podem atuar no Brasil."Isso é o novo. O velho é dizer que a saúde não tem cura. Temos sorte de ter uma presidenta de coragem para enfrentar esse problema", frisou o ministro paraibano.

 

""Logo após o desembarque dos médicos, o ministro vai à Campina Grande para anunciar a contratação de quatro mil unidades do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) para o município. O evento esta previsto para as 14h, no Complexo Aluizio Campos. O investimento é de R$ 24 milhões do Governo Federal para beneficiar famílias com renda mensal de até R$1.600. Acompanhado do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, Aguinaldo Ribeiro visitará o local onde serão construídas as novas moradias.

 

As unidades habitacionais, construídas em uma área de 124 hectares, integrarão o novo bairro sustentável na região do Ligeiro e a área onde futuramente será instalado o terceiro distrito industrial do município. O terreno, próximo ao aeroporto e ao terminal rodoviário, já contempla redes de abastecimento de água, de energia elétrica e de gás natural.

No estado do Paraíba, o MCMV já investiu R$ 4.1 bilhões para a contratação de 65.272 unidades habitacionais e entrega de 34.574. Em Campina Grande, já foram contratadas 12.223 moradias. Deste total, já 4.760 já estão entregues. O investimento no município é de R$ 866,3 milhões.Em todo Brasil, o MCMV já contratou mais de 3.030 milhões moradias e 1.405 milhões já foram entregues. O investimento no país é de R$ 195,6 bilhões.

O programa, lançado em 2009, tem sido um marco para a política habitacional brasileira permitindo o acesso à casa própria para famílias de baixa renda. Em 2013, o programa prevê a entrega de aproximadamente 490 mil moradias, o que equivale a 0,7% do estoque total de habitações disponíveis no país em relação a 2010.Este dado corresponde a cerca de 1/3 da produção habitacional no país e 48% daquela destinada à população de baixa renda.
O MCMV subsidia a aquisição da casa/apartamento próprio para famílias com renda até R$ 1.600 e, facilita as condições de acesso ao imóvel para famílias com renda até R$ 5 mil. Para isso, o Governo Federal disponibilizou, na segunda etapa do programa, um total de R$ 125,7 bilhões, entre subsídio e linhas de financiamento.

 

O programa MCMV também influencia fortemente o crescimento econômico brasileiro. Toda a cadeia produtiva da indústria da construção civil é estimulada, o ""que gera mais empregos e renda para milhares de trabalhadores, além de ganhos significativos em escala ao comércio e à indústria nacional. Em 2012, o MCMV teve um impacto estimado em 0,8 % no Produto Interno Bruto (PIB) do País. Foram gerados aproximadamente 1,4 milhão de postos de trabalho formais, viabilizados pela superação da marca de dois milhões de unidades contratadas.

 

Caminhões pipa – Outro compromisso do ministro Aguinaldo Ribeiro em Campina Grande será a entrega de caminhões-pipa para 29 municípios paraibanos. A solenidade acontecerá às 15h, no Museu Assis Chateaubriand. Esta é uma iniciativa do Programa de Aceleração do Crescimento Equipamentos (PAC 2) para universalizar o acesso e o uso de água para consumo humano e na produção agrícola alimentar as regiões que mais sofrem com a estiagem.A ação beneficiará mais de 210 mil pessoas que vivem nas áreas rurais nos munícipios da Paraíba. Após a entrega, o estado terá contabilizado 656 equipamentos do PAC 2, sendo 219 retroescavadeiras, 201 motoniveladoras, 132 caminhões-caçamba, 69 caminhões-pipa e 35 pás carregadeiras.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…