O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP) decidiu não alimentar a picuinha política característica na Paraíba e evitou, nesta segunda-feira (25), entrar no confronto com o Governo Estadual após o assalto à sua irmã, a deputada Daniella Ribeiro (PP), alvo da ação de bandidos na última semana.

Apesar de a irmã ter criticado a insegurança na Paraíba e responsabilizado a atual administração pelo que classificou de ‘caos’, Aguinaldo Ribeiro preferiu não polemizar o episódio ressaltando que tem uma boa relação institucional com o governador Ricardo Coutinho.

Aguinaldo também evitou entrar em embates políticos. “Eu tenho uma boa relação institucional com ele, tenho tido uma relação de respeito com gestos concretos de amadurecimento, não vou polemizar esse assunto”, asseverou.

O ministro fez questão de destacar as parcerias do Ministério e do Governo do Estado para a realização de ações estruturantes, a exemplo do viaduto do Geisel e do Programa Minha Casa Minha Vida.

“Nós deixamos já os recursos para o viaduto do Geisel na conta da Caixa desde o ano passado e ajudamos em audiências para tentar destravar as relações burocráticas em relação aos projetos. Estamos com investimentos no Minha Casa Minha Vida e não quero polemizar assuntos pontuais”, disse.
Aguinaldo continua enfatizando que seu lema é ‘trabalho, trabalho e mais trabalho’.

 

Henrique Lima/ Márcia Dias


PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Bolsonaro resgata o clima de hostilidade à imprensa, vivido na ditadura

Bolsonaro sempre se apresentou como uma proposta verdadeiramente perigosa e ameaçadora à jovem democracia brasileira. Um grosso, truculento; daqueles que lembram os patéticos arroubos de ignorância do general Newton Cruz…

Bolsonaro lidera intenção de voto para 2022 seguido por Lula, diz CNT/MDA

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lidera a intenção de voto para corrida presidencial de 2022, segundo pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte), encomendada ao instituto MDA. Ele, que tem 29,1% das…